sexta-feira, junho 12, 2009

Entrevista para o Notícias do Seixal


A entrevista na sua totalidade pode ser encontrada aqui.


10 comentários:

Anónimo disse...

ès tão vaidoso!!!

Inês disse...

Entrevista muito boa! Desejo que consiga provar aos Seixalenses que o que defende é exequivel.

F.Oliveira disse...

Parabéns. Acho que será uma mais valia paa o Seixal.

Ana disse...

Câmara do Seixal no twitter!

http://twitter.com/CMSeixal

Anónimo disse...

Vaidoso?porquê? outro,no lugar dele estava muito mais vaidoso. vocês têm é inveja.Hi,hi,hi

Nádia disse...

Não considero o Dr. Paulo cunha um homem vaidoso, acho que é um homem com perfil de uma politica moderna.
A inveja é que é feio....
Força Dr.pode contar com o meu apoio na sua totalidade.

Anónimo disse...

Não, não é vaidoso, mas teria todos os motivos para ser. É bonito, elegante, educado, inteligente, trabalhador, honesto, é uma pessoa de bem e como pessoa de bem que é, é humilde. Um novo politico com garra e com um carisma impressionante. Cuidem-se! Desta vez o Seixal vai mudar.

Anónimo disse...

Ganda lata!!!
Depois do que fizeram no governo, querem da cabo do concelho??
Porque não se dedica á advocacia? e deixa a politica para os verdadeiros politicos??
O Sr. Paulo Edson é vaidoso, não é nada humilde como lhe querem fazer passar a imagem. Nem é da terra, logo nada pode fazer por ela!!!
Deixe a conversa da treta para o António Feio, que sabe bem fazê-la.

Anónimo disse...

SAMUEL, esta é a novidade

VIVA O PS, o grande PS e unico salvador

21:33 Segunda-feira, 15 de Jun de 2009

Seixal: Hospital terá serviço de urgência básica - ministra da Saúde

Os cerca de 500 mil habitantes de Almada, Seixal e Sesimbra vão ter à disposição um serviço de urgência básica no futuro hospital do Seixal, assegurou hoje, em despacho, a Ministra da Saúde, Ana Jorge.

No despacho publicado hoje em Diário da República, a ministra reconhece "a grande densidade demográfica dos Concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra, ainda em franco crescimento" e por esse mesmo motivo, "criam dificuldades de resposta do serviço de urgência polivalente do Hospital Garcia de Orta, em tempos clinicamente aceitáveis".

José Assis, vereador socialista, da Câmara Municipal do Seixal e parte integrante da luta onde subscreveu a moção apresentada em Assembleia Municipal (aprovada por unanimidade) já se manifestou, considerando que "a decisão da ministra é um passo significativo e positivo para que o hospital do Seixal seja uma realidade".

Actualmente, os habitantes dos Concelhos do Seixal, Almada e Sesimbra apenas dispõem do Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, que regista dificuldades de resposta, com 312 camas, sendo que, 20 por cento são ocupadas pelo serviço das urgências.

Depois da apreciação de Ana Jorge quanto à proposta de definição do perfil assistencial e dimensionamento do fututo hospital do Seixal, a ministra considerou que "se impõe que o futuro estabelecimento hospitalar seja dotado de um serviço de urgência básica".

No despacho do seu Ministério, Ana Jorge, refere que entre as várias condicionantes dos concelhos afectos "acresce o facto de os acessos ao Hospital Garcia de Orta às horas de ponta e nos períodos estivais serem muito problemáticos".

Esta foi uma luta das populações que desde 2006 organizaram diversas iniciativas, assim como, o "cordão humano" no sentido de reivindicarem um hospital dotado de urgências e camas para internamento.

SYC/FRO.

Lusa/Fim

José Alberto Silva disse...

Parabéns, Bom Trabalho. Parabéns