quinta-feira, julho 31, 2008

EXIGIR OS NOSSOS DIREITOSEXERCER OS NOSSOS DEVERES

Publicada esta Sexta-feira no "Comércio do Seixal e Sesimbra", da autoria do Sr. Deputado à Assembleia da República, Eng.ª Luís Rodrigues.
EXIGIR OS NOSSOS DIREITOSEXERCER OS NOSSOS DEVERES
Desde Abril deste ano, a primeira vez que escrevi neste jornal, muita coisa se modificou na vida política nacional.Para muitos a crise era uma palavra empregue apenas pela oposição que não queria ver a “realidade côr de rosa”.Passados estes meses a crise agravou-se e não se sabe quando vai terminar.Nessa altura o cenário de uma vitória socialista nas eleições legislativas nem sequer era questionado.Agora, com a vitória de Manuela Ferreira Leite no PSD todos os cenários políticos para 2009 estão em aberto.Vamos partir para férias com muitas dúvidas sobre o futuro, com prognósticos muito negativos para o próximo ano. Estas nuvens negras foram anunciadas por entidades tão isentas como o Banco de Portugal e o FMI.Por um lado sentimos que estamos cansados de lutar, mas por outro sabemos que é preciso não desistir de o fazer.Num curto período o maior partido da oposição, criou condições para que os portugueses na próxima ida às urnas possam escolher uma alternativa credível para governar Portugal.Mas no próximo ano vamos ser chamados a eleger também os nossos representantes no Parlamento Europeu e mais de 45.000 autarcas nos municípios e freguesias.Com esta avalanche eleitoral corre-se o risco de “esgotar” a capacidade e a vontade de exercer o nosso direito e o nosso dever de participação na democracia directa, pois podemos ser levados a desistir pensando que “são todos iguais e por isso não vale a pena”.Gostaria que este texto fosse um pequeno contributo para apelar à participação dos cidadãos do Distrito de Setúbal nos três actos eleitorais de 2009. De facto, eles (nós os políticos) só lá estão porque nós (cidadãos) os escolhemos e também lá estão porque muitos de nós não “perdemos” tempo a ir votar.Nas duas últimas eleições autárquicas o Seixal foi o campeão nacional da abstenção, tendo mais de 50% da população optado por não votar.A minha maior responsabilidade é mostrar aos cidadãos que vale a pena votar, que vale a pena participar, que vale a pena mudar de governo local e nacional.Boas Férias!

1 comentário:

Rafael disse...

Pois é Sr. Deputado, parece que as pessoas deixaram de acreditar.
Como inverter? Provavelmenete só com muito trabalho e obra feita, devolvendo esperança.