quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Mais uma carta de um munícipe

Trago-vos mais uma carta de um munícipe, que coloca uma questão de interesse local.
De momento, até pela falta de tempo para me pronunciar de forma sustentada, limito-me a transcrever a carta, sugerindo os vossos comentários, assumindo simultaneamente o compromisso de me pronunciar (e actuar) sobre o problema a partir do fim-de-semana.
Aqui vos deixo a carta:
«Dr. Paulo Cunha venho mais uma vez ao seu contacto para que me possa ajudar num assunto que passo a relatar:
No principio de Dezembro a câmara municipal, veio retirar todos os caixotes do lixo comum que havia nas ruas e distribuíram caixotes individuais para cada moradia aqui na freguesia de redondos, fernão ferro. Sou um bocado contra esta politica, porque a recolha do lixo é feita ás terças e sextas de manha entre as 7 e as 14, e depois o caixote fica lá á porta o resto do dia, ora quem quiser assaltar uma casa da parte da tarde é só ver qual é aquela que ainda tem o caixote cá fora, mas pronto, também não podemos pensar nisso, por outro lado assim já não ha o amontar do lixo ás vezes havia nas esquinas junto aos caixotes comuns.Mas o problema é que no final de Dezembro recebo uma carta da associação de moradores dos redondos a informar-me para me deslocar á referida associação para "regularizar" a situação do contentor individual que me tinham atribuído, mas quando mo deram não me fizeram nenhuma referência a nenhum valor.Valor esse que é de 30 euros que cada um tem de pagar á associação pelo caixote individual, ora eu não pedi caixote nenhum, eu pago os meus impostos todos, eu pago já na factura da agua a taxa de resíduos sólidos urbanos e a uma taxa de manutenção de infra-estruturas ( 120 euros por ano ) e ainda tenho de pagar 30 euros por um caixote????? Conforme resposta do sr. presidente da junta " ficou estabelecido entre outras situações" Quer dizer se a associação de lembrar de outras situações como comprar um camião para lavar as ruas também tenho de pagar?? Não percebo, a câmara vem entregar os caixotes e agora tenho de pagar 30 euros á associação??Envio um email para a junta de freguesia e a resposta não é bem clara para mim, então eu dou quase 200 mil euros por uma casa que esta completamente legal, pago todas as taxas e impostos á câmara e agora o sr. presidente da junta vem-me dizer que os redondos é uma zona de área urbana de génese ilegal?? Então é ilegal e a camara recebe as taxas correspondentes? é ilegal e vieram cá dar-me um caixote, é ilegal e tenho licença de habitação, então a casa só tem 2 anos e ta ilegal? como é que a deixaram construir? então a casa ta legal e a zona de urbanização é que esta ilegal??? tou confuso confesso, apelo á sua paciência, mas como diz o ditado popular, quem não sabe é como quem não vê.
Esse email que passo a transcrever:
Tenho o prazer de acusar a recepção e agradecer a sua mensagem de 20 de Janeiro.O atrazo na minha resposta deve-se ao facto de ter aguardado a realização de uma reunião com a Associação de Moradores dos Redondos e a Câmara Municipal do Seixal, reunião que teve lugar na passada sexta-feira.Vou tentar explicar a situação do pagamento dos 30,00 euros pelo contentor. Esta situação deve-se às características do loteamento, designado de Área Urbana de Génese Ilegal.Num loteamento urbanístico normal, compete ao loteador a execução das infraestruturas, arranjo espaços verdes, sinalética horizontal e vertical, placas toponímicas e números de polícia, aquisição dos contadores de água e os contentores para recolha de residuos domésticos, papeleiras e nalgumas situações recipientes para a recolha selectiva.Ora na área dos Redondos os comproprietários através das comissões de administração das AUGIS, substituiram-se ao loteador ilegal (António Xavier de Lima - faleceu ontem).Nas condições do Alvará da sua AUGI ficou estabelecido entre outras situações a aquisição dos respectivos contentores para recolha de lixo. Este valor não foi incluído nos pagamentos já efectuados à AUGI, pelo a AMR pretende ser ressarcida dos 30,00 euros do custo do contentor.A título de curiosidade, há cerca de 50 anos eu vivia com os meus pais em Alcântara-Lisboa e já nessa altura quando foi instituída a recolha de lixo de uma forma mais digna, a CML obrigou o meu pai a comprar um contentor metálico com a gravação do simbolo da Cãmara, para que pudesse ser recolhido o lixo ao invés do tradicional caixote de madeira ou lata de tinta. O preço era tão elevado (3$50) que a CMS facilitou o pagamento.Caro morador, o benefício que vai ter na recolha do lixo na sua porta nada tem a ver com o sistema do contentor de 1000 litros no gaveto da rua. Este é um sinal de progresso e que contribui para a nossa qualidade de vida.Vamos a isso, depois de pagar tanto dinheiro... são só mais 30,00 euros !Receba os meus mais cordiais cumprimentos.Carlos PereiraPresidente da Junta de Freguesia de Fernão Ferro

Agradeço mais uma vez a sua atenção e desculpe colocar-lhe mais um problema meu.»
Quem agradece sou eu, pela confiança.
Obrigado.

15 comentários:

Daniel Geraldes disse...

Realmente, tenho de estar solidario com este morador, porque este senhor tem toda a razão!!!

Sinceramente, este executivo tem com cada atitude que é de bradar aos ceus!!!

Anónimo disse...

A carta do leitor Carlos Morais não pode ser comentada. Dado abordar um tema muito importante, agradeço que corriga o problema de forma a que o mesmo possa ser comentado.

Davide Ferreira disse...

Se alguma alma iluminada se lembra de comprar outra coisa qualquer, também terão que ser os moradores a pagar a factura?

Esta sinceramente não lembra a ninguém, parece-me sim é que as autoridades competentes estão a passar a bola para a "associação" de modo a cobrarem uma taxa ilegal...

Maria Dias disse...

A situação que este morador de Redondos, Fernão Ferro, relatou ao Dr. Paulo Cunha, é realmente muito bizarra e mostra bem como vão as coisa no concelho do Seixal.
Primeiro porque a CDU, está sempre apregoar, para quem quiser ouvir, que de tudo fazem para defender os direitos dos cidadãos, no entanto neste assunto não vejo onde está a defesa dos cidadãos, tendo em conta que em momento algum lhes foi perguntado se aceitavam a mudança ou se teriam dinheiro para pagar os novos caixotes.
Segundo porque, lamento a forma como o Sr. Presidente da Junta justifica o pagamento dos caixotes utilizando para o efeito um exemplo com 50 anos.
Deixo a pergunta: deveremos evoluir ou andar para trás?
É que à 50 anos estavamos numa ditadura!
Terceiro aspecto prende-se com o facto de estarmos numa época em que tudo se faz para se proteger o ambiente e nesta situação é tão desprotegido.
Se não vejamos: excesso de embalagens(caixotes do lixo), um por cada casa, quando um dos grandes servia perfeitamente para várias casas, já para não falar do aspecto económico, pois não seria necessário o pagamento de 30.00€.
Depois, o gasto excessivo de gasóleo e das viaturas de recolha do lixo a andarem de casa em casa no para-arranca.
E não podemos esquecer o tempo despendido para essa tarefa que assim será muito mais, etc, etc.
Por fim e para não me alongar mais(embora ainda ouvesse muito para dizer), termino dizendo que a frase com que o Sr. Presidente da Junta termina o e-mail:.."Vamos a isso, depois de pagar tanto dinheiro...são só mais 30.00 euros"...
É lamentável.
O Sr. Presidente não conhece a situação económica nem o sacrifício que cada uma daquelas pessoas fez para ter um lar.
Se acha assim tão barato, porque não oferecer os caixotes do seu bolso aos moradores de Redondos.

Silva disse...

Este anónimo (CP-?) das 16:24 de 12 Fevereiro evoca um exemplo do tempo do fascismo para justificar uma medida da CDU?
Bonito exemplo.
Estamos esclarecidos.

Fernão Ferro atento disse...

Realmente o comentário final do Carlos Pereira é lapidar:

"Vamos a isso, depois de pagar tanto dinheiro... são só mais 30,00euros !"

SIM NÓS CONSEGUIMOS!

Fernão Ferrense atento disse...

Partido apresenta discurso político de duplo sentido


"O nosso partido cumpre o que promete.
Só os néscios podem crer que
Não lutaremos contra a corrupção.
Porque, se há algo certo para nós, é que
A honestidade e a transparência são fundamentais
Para alcançar os nossos ideais
Mostraremos que é grande estupidez crer que
As máfias continuarão no governo , como sempre.
Asseguramos sem dúvida que
A justiça social será o alvo de nossa acção.
Apesar disso, há idiotas que imaginam que
Se possa governar com as manchas da velha política.
Quando assumirmos o poder, faremos tudo para que
se termine com os marajás e as negociatas.
Não permitiremos de nenhum modo que
As nossas crianças morram de fome.
Cumpriremos os nossos propósitos mesmo que
Os recursos económicos do país se esgotem.
Exerceremos o poder até que
Compreendam que
Somos a nova política.

(Agora, leia o mesmo discurso linha por linha, de baixo para cima!)

Fernã Ferro acorda!
Durante as campanhas eleitorais o discurso é vertical de cima para baixo, depois no Poder dá-se a inversão do discurso, é isto que tem acontecido com o poder comunista em Fernão Ferro!

Fernã Ferro acorda!

SIM NÓS CONSEGUIMOS!!!

Anónimo disse...

Cá para mim a culpa é do Sardinha´,é que o outro o Lopes e o resto da pandilha é que são gente séria.

Anónimo disse...

Ora há com cada coisa!!

Anónimo disse...

O autor desta carta, segundo averiguei é marido da deputada do PS na Assembleia de Freguesia, a sede apropriada para levantar esta questão em vez de vir expô-la a este fórum do PSD na tentativa de denegrir uma pessoa que não tem nisso qualquer responsabilidade.

konami disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

O anónimo de 12 fevereiro das (13:15h) diz que "A CARTA DO LEITOR CARLOS MORAIS NÂO PODE SER COMENTADA"...
Bom, este anónimo só pode ser o Carlos Pereira pois este nome não aparece em nenhum sítio para se poder saber o nome do autor da carta.
Há coisas estranhas não há?

Anónimo disse...

Não será este senhor CARLOS o mesmo do blog "Fernão Ferro a Ferro e Fogo" que nos contactos telefónicos por causa da BIG BAND se apresentou sempre como jurista?

Anónimo disse...

Isto está a ficar interessante pois há aqui um manhoso.
O autor da carta pelo que parece não se chama Carlos Morais mas sim Carlos Marques, a mesma pessoa que parece também ser o autor do blogue "Fernão Ferro a Ferro e Fogo".
É estranho que em ambos os casos nunca se tenha identificado publicamente.
Será porque a sua foto apareceu na lista de candidatos do PS às autárquicas de 2005?
Será porque pensa que assim é mais difícil detectarem a origem dos muitos comentários que faz com outros nomes para malhar à vontade nos seus camaradas, especialmente naqueles com formação jurídica?
E será que o faz por inveja ou porque estes ainda não lhe arranjaram um tacho?

Anónimo disse...

Não será este ilustre, também o autor do agora anunciado MOVIMENTO SEIXAL TRANSLÚCIDO?
Onde é que esta sumidade do direito inacabado foi buscar tanta lucidez e determinação?
Seria à SIC RADICAL e ao programa "Vai Tudo Abaixo"?