terça-feira, outubro 28, 2008

Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central para o Distrito de Setúbal", para 2009».

Como habitualmente, deixo-vos com a rubrica semanal "Painel Parlamento", do "Sem Mais Jornal", no que respeita ao deputado do PSD, Eng.º Luís Rodrigues.
Pergunta: «Como comenta o aumento em cerca de 90 por cento do Plano de Investimentos e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central para o Distrito de Setúbal", para 2009».
Resposta:O OE 2009 é um embuste, palavra tão cara ao Primeiro Ministro.Ao fim de 4 anos o País está pior. Entre 2004 e 2008 o crescimento económico diminuiu de 1,5 para 0,8%, a inflação subiu de 2,5 para 2,9%, o desemprego subiu de 6,7 para 7,6%, o endividamento do país subiu de 64 para 100%, a carga fiscal subiu de 34,2 para 37,5% e o rendimento por habitante desceu de 74,4 para 73,3% da média europeia.Em Setúbal os investimentos não se fizeram. Alguns exemplos da lista infindável: Centros de Saúde de Sines, Qt. do Conde, Corroios e St. da Charneca, quartéis da GNR da Charneca e da Costa da Caparica, o IP8, o IC32, o IC 33, a reabilitação da Via rápida da Costa e da EN 10.As receitas extraordinárias da venda do património (ex. venda da prisão de Pinheiro da Cruz), superam o aumento da despesa anunciado para Setúbal. Nem a desorçamentação da Estradas de Portugal resolveu o problema das obras.
OE 2009 significa mais desemprego, mais insegurança, mais dívidas e menos saúde.
-------------------------------------------------------------------------------------------------
Veja a excelente iniciativa da JSD Seixal, no seu Blogue

2 comentários:

Bruno Ribeiro Barata disse...

Importa referir que o orçamento PIDDAC 2009 atribui ao distrito de Setúbal cerca de 180 milhões de euros, colocando o distrito em terceiro lugar no respeita a investimentos no âmbito do PIDDAC, apenas ultrapassado pelos distritos de Lisboa e Porto.

O investimento no Distrito de Setúbal para o ano de 2009 praticamente duplica.

Os investimentos já desenvolvidos e/ou projectados pelo governo socialista no Distrito de Setúbal, donde se destacam:
O novo aeroporto
A travessia do Tejo Chelas-Barreiro
A plataforma logística do Poceirão
O metro sul do Tejo
O ramal ferroviário do parque siderúrgico do Seixal.

Demonstram efectivamente que governo PS está a colocar o distrito de Setúbal no rumo do desenvolvimento sustentado.

Não deixa de ser caricato que a líder do PSD critica o governo por realizar investimentos marcantes em excesso e existem membros do PSD Distrital a dizer que os investimentos são escassos...

Acham pouco? Num cenário (negro) onde estivesse a Dr.ª Ferreira Leite, a destinar o país, como sabem e ela fez questão de o dizer, os grandes investimentos que trazem benefícios óbvios para o Distrito, não aconteceriam; não tínhamos nada!

Bruno Ribeiro Barata

Anónimo disse...

Olá boa tarde.
Posso colocar algumas questões?
Socorro-me do vosso blog porque sei que existem pessoas que me podem esclarecer, pois as minhas dúvidas prendem-se com alguns itens do Orçamento da CM do Seixal:
1.ª Sabem-me dizer quanto a CMS orçamentou gastar no Edificio Alentejo? E gastou esse dinheiro? Se não o fez para onde foi a verba?
2.ª Quanto é o orçamento para senhas de presença da AM ?
Essa eu respondo 82 mil euros.
Quanto é o valor da senha de prsença? Cerca de 65 euros
Quantos os membros com direito a senha de presença? São 33... então podemos assim com 82mil euros fazer cerca de 40 plenários da Am ou seja quase uma média de mais três reuniões da AM por mês???
Não acham que se trata de sobre-orçamentação? E despessas de representação?
E as obras da AM sempre foram realizadas?
POr ora é só obrigada