terça-feira, setembro 02, 2008

Tema da Semana Jornal "Comercio...." - Deve o Vereador responsável demitir-se?

Bem sei que já todos comentámos, lemos, analisámos este tema em quase toda a blogosfera local , mas para que a vossa opinião fique expressa no jornal e, assim lida por muito mais gente, volto ao tema do momento.
Incontornável, até!
Deixo apenas a seguinte questão?
E agora Sr. Vereador? deve demitir-se? Deve apenas explicar o que se passou?
Posso acrescentar que o PSD e o PS (e talvez o Bloco de Esquerda) vão solicitar ainda esta semana uma Assembleia Municipal Extraordinária para o executivo se explicar muito bem.
Entretanto queremos continuar a recolher as vossas opiniões, para posterior publicação.
no blogue "Rumo a Bombordo" (Aqui) terá também um tema para ler, analisar e comentar.

21 comentários:

Daniel Geraldes disse...

O Vereador deve demitir-se de funções,porque o seu acto de irresponsabilidade numa altura em que todo o país se encontra sob forte restrição orçamental, foram demasiadamente prejudiciais para o Concelho e para toda a sua população.
De resto, não espero e não aceito como cidadão, nada menos que a sua demissão e um pedidos de desculpas a ser publicado no Boletim Municipal.

João Afonso disse...

Drº Paulo Cunha
No seu post anterior V. Excª publicou um post onde se pode ler:
"Este era o texto a ser publicado no "Comércio do Seixal e Sesimbra, mas que, infelizmente por um problema electronico foi recebido depois da impressão, portanto não chegou a ser publicado".
Como vê os problemas electrónicos infelizmente acontecem a todos, e não apenas aos comunistas... Ora se V. Excª acha que cada vez que algo nos corre mal por problemas informáticos nos deviamos de demitir, então V. Excª não devia de dar o exemplo e demitir-se de Presidente da Comissão Politica concelhia do PSD?
Pois é senhor doutor faz aquilo que eu digo e não faças aquilo que eu faço!...
A sua coerência é pois um exemplo de incoerência!

Paulo Edson Cunha disse...

Caro João Afonso,
o seguinte comentário, rejeitei-o porque pensei que era repetido, mas depois constatei que afinal era igual ao do outro post, mas para ser publicado neste.
Assim, vou copiar. caso queira que apareça o seu nome, poderá voltar a publicar.
A resposta, darei mais tarde, como habitualmente.
As minhas desculpas.
Aqui vai o seu comentário (na íntegra):


Drº Paulo Cunha

O vereador já explicou o que aconteceu... Houve problemas no envio por correio electrónico da candidatura que motivaram que a mesma chegasse com 2 minutos de atraso... Como foi explicado os serviços iniciaram o envio do processo só que a comunicação só chegou à CCDR dois minutos depois do prazo. Quem trabalha com material informático e quem necessita de enviar documentos importantes por correio electrónico sabe que estas coisas acontecem e o seu exemplo de não ter conseguido enviar o seu artigo para o jornal demonstra apenas o que eu acabei de dizer... Não acha Drº Paulo Cunha que houve aqui excesso de zelo da CCDR??? Não acha como jurista que a situação podia ser enquadrável na figura do "justo impedimento" por ter sido motivada por problemas com o servidor? Não seria mais honesto da vossa parte, principalmente da sua como jurista, de se predispor a analisar a situação e propor que a Câmara recorresse do indeferimento invocando tal "justo impedimento"? Isto era o que qualquer politico honesto faria e assim sim, V. Excª estaria a ajudar o concelho do Seixal...
Agora Drº Paulo Cunha o vosso aproveitamento da situação é ridicula, e o alarido que fazem só demonstra a vossa falta de ideias para o Seixal!!! Será que a candidatura seria aprovada? É que deverá V.Excª saber que uma candidatura a fundos comunitários não é sinónimo de atribuição de fundos... É que não faltam exemplos no Seixal, e noutros concelhos, de candidaturas a fundos comunitários que não foram aprovadas. Além disso saberá V. Excª que as verbas do QREN para a área metropolitana de Lisboa são muito reduzidas e que por isso a CCDR tentará distribuir o dinheiro disponível pelos vários concelhos. Ora saberá V. Excª que já foram aprovadas outras candidaturas da Câmara ao QREN, pelo que tenho muitas dúvidas que do "pequeno bolo" disponível para a AM Lisboa coubesse mais alguma fatia ao Seixal, até porque como V. Excª sabe a CCDR vai beneficiar nesta distribuição as autarquias do PS, em detrimento das autarquias do PSD e da CDU... É pois falacioso dizer que a Câmara do Seixal perdeu tantas milhões e sinceramente esperava que houvesse mais honestidade politica da sua parte!

João Afonso disse...

Drº Paulo Cunha

O vereador já explicou o que aconteceu... Houve problemas no envio por correio electrónico da candidatura que motivaram que a mesma chegasse com 2 minutos de atraso... Como foi explicado os serviços iniciaram o envio do processo só que a comunicação só chegou à CCDR dois minutos depois do prazo. Quem trabalha com material informático e quem necessita de enviar documentos importantes por correio electrónico sabe que estas coisas acontecem e o seu exemplo de não ter conseguido enviar o seu artigo para o jornal demonstra apenas o que eu acabei de dizer... Não acha Drº Paulo Cunha que houve aqui excesso de zelo da CCDR??? Não acha como jurista que a situação podia ser enquadrável na figura do "justo impedimento" por ter sido motivada por problemas com o servidor? Não seria mais honesto da vossa parte, principalmente da sua como jurista, de se predispor a analisar a situação e propor que a Câmara recorresse do indeferimento invocando tal "justo impedimento"? Isto era o que qualquer politico honesto faria e assim sim, V. Excª estaria a ajudar o concelho do Seixal...
Agora Drº Paulo Cunha o vosso aproveitamento da situação é ridicula, e o alarido que fazem só demonstra a vossa falta de ideias para o Seixal!!! Será que a candidatura seria aprovada? É que deverá V.Excª saber que uma candidatura a fundos comunitários não é sinónimo de atribuição de fundos... É que não faltam exemplos no Seixal, e noutros concelhos, de candidaturas a fundos comunitários que não foram aprovadas. Além disso saberá V. Excª que as verbas do QREN para a área metropolitana de Lisboa são muito reduzidas e que por isso a CCDR tentará distribuir o dinheiro disponível pelos vários concelhos. Ora saberá V. Excª que já foram aprovadas outras candidaturas da Câmara ao QREN, pelo que tenho muitas dúvidas que do "pequeno bolo" disponível para a AM Lisboa coubesse mais alguma fatia ao Seixal, até porque como V. Excª sabe a CCDR vai beneficiar nesta distribuição as autarquias do PS, em detrimento das autarquias do PSD e da CDU... É pois falacioso dizer que a Câmara do Seixal perdeu tantas milhões e sinceramente esperava que houvesse mais honestidade politica da sua parte!

pois é Drº Paulo Cunha nem sempre aquilo que parece é!!!

Ponto Verde disse...

A Resposta é "Óbviamente: - Demita-se!

É que essa candidatura, no valor de seis milhões de euros não entrou sequer em concurso por incompetência da autarquia e responsabilidade politica e não só, do mencionado vereador , tendo um processo desta importância sido entregue à última hora , ultrapassando os prazos legais definidos.

Para além disso ,o Senhor Vereador tem que apresentar um pedido de desculpas a todos os Seixalenses e explicar, e muito bem , onde seria aplicado aquele valor , descriminando as suas alíneas .

Não será difícil uma vez que a candidatura está pronta e não se trata de um documento únicamente virtual .

Jorge Pieta disse...

Uma coisa é uma noticia não ser publicada no Jornal outra é um prejuízo para a Câmara de 6.000 milhões de euros. Não sejamos demagogos em querer comparar o que não tem comparação. O problema é que se espera que o Vereador responsável assuma as consequências do acto. Pergunta-se porque só o envio àquela hora? porque não a tempo e horas como é de esperar?
A minha resposta é óbvia... apresentar desculpas à população através de comunicado e divulgação no Boletim Municipal do Seixal do sucedido.

jsd seixal disse...

- JSD Seixal pede a Demissão e Exige Pedido de Desculpas -

A Câmara Municipal do Seixal foi incapaz de fazer chegar a sua candidatura a fundos comunitários.


No entanto, parece que para o Vereador comunista Joaquim Santos a culpa não morrerá solteira e até já terá nome: os funcionários que estavam à frente da equipa coordenadora do projecto.


Infelizmente, o município do Seixal perdeu a possibilidade de ter uma verba de cerca de 6 milhões de euros para a requalificação do bairro da Quinta do Cabral e para a instalação de alguns equipamentos desportivos e sociais.


Apesar de ter conseguido identificar os responsáveis técnicos pela falha no envio da candidatura, o Senhor Vereador Joaquim Santos não sabe, não compreende, ou porventura não quererá compreender, que sendo este o Vereador responsável, as maiores responsabilidades lhe fossem imputadas a ele.



Afinal, existem também responsabilidades políticas que devem ser assumidas por quem de direito, e o Senhor Vereador Joaquim Santos deverá ser a pessoa indicada para as assumir.


A JSD Seixal (partindo do pressuposto que tudo o que tem saído na comunicação social é verdade) vem por isso pedir a demissão do Vereador Joaquim Santos e exigir um pedido de desculpas formal, por ser o responsável político e por uma equipa que por manifesta incompetência falhou a possibilidade do município contar com uma verba que em muito iria ajudar a completar o orçamento municipal.


A realidade parece ser bem diferente. O PCP local certamente que se calará na tentativa de deixar passar em claro esta grave falha que afecta negativamente a realidade do concelho do Seixal.

homem do leme disse...

João Afonso,

Antes do Sr. falar do nome de seja quem for devia deixar de ter vergonha na cara e dizer quem na realidade se esconde por detrás desse nome.

Não tem credibilidade para apontar o dedo seja a quem for enquanto não tiver a dignidade de ser capaz de assumir a sua cara.

Em segundo lugar, não entendo como é possível comparar a publicação de um artigo no jornal com uma candidatura de 6 milhões de euros.

Como é óbvio para os comunistas isto é mais que natural porque gostam de fazer as coisas em cima do joelho e então não há qualquer problema em esperar até ao ultimo minuto e depois culpar os computadores.

António Silva disse...

Não são só os comunistas que fazem as coisas em cima do joelho, pois o Drº Paulo Cunha não é comunista e também faz as coisas em cima do joelho... E depois dá a desculpa do computador... e depois vem dizer que já não foi o computador, que foram as férias... e depois vem dizer não sei mais o quê???
Mas alguém pode dizer que a Câmara foi prejudicada em alguma quantia??? Alguém pode garantir que a candidatura era aprovada??? Não será que houve uma táctica da Câmara para ter argumentos para outras candidaturas bem mais importantes para o concelho como seja a baia do Seixal?
Não posso deixar de lamentar a falta de credibilidade dos detractores da Câmara, como é o caso do ponto verde, pois por um lado contesta a escolha da Câmara quanto à candidatura e por outro contesta o lapso na entrega da candidatura... Ou seja o ponto verde tem é que criticar a Câmara...

hkt disse...

Resumindo e concluindo. Dr. Paulo Cunha, ficámos a saber que a sua escrita vale ouro já que é comparável ao valor da candidatura que não chegou a ser.
Ficámos a saber também que a candidatura foi feita à última da hora, porque se estivesse terminada na vespera nada disto teria sucedido. Acreditando que a candidatura tinha qualidade e "pés para andar", se tivesse sido entregue havria alguma probabilidade de o dinheiro reverter a favor de "locais criticos" na Quinta do Cabral. Assim, já há uma certeza. O Seixal não receberá nem um cêntimo. Os "locais críticos" vão ficar como estão, e apostando (o PCP)que tudo ficará como está, poderão voltar a ser utilizados noutra campanha autárquica daqui por uns anos...

Jorge Pieta disse...

E mais do que óbvio que não existia nada para se enviar. Não se envia candidaturas ao que quer que seja àquelas horas-

Anónimo disse...

Jorge Pieta

são 6 milhões e não 6.000milhões.
Mas a verdade é que uma candidatura deste valor ou de outro qualquer não deve ser entregue em cima da hora.
É típico da tradição portuguesa que deixa tudo para a última hora e depois dá no que dá.
Neste caso deu em nada.

Paulo Edson Cunha disse...

Ao Senhor joão Afonso,
como teve a preocupa~ção de duplicar o seu comentário do post anterior, para assegurar que a sua posição seja publicada, eu terei o mesmo cuidado de duplicar a resposta. Cá vai:
"Caro joão Afonso, ou você, ou alguém políticamente próximo de si já anteriormente tinha tentado esta argumentação no blogue da JSD, tendo recebido uma correctíssima resposta por parte do Dr. Filipe de Arede Nunes.
Na altura, optei por não responder, até porque me pareceu um argumento pouco sério da vossa parte, meramente provocatório.
Também não vou dissecar muito o seu argumento, pois, embora faccioso, tenho-o por uma pessoa inteligente, portanto, tirando o seguidismo ou "ceguismo" como por vezes analisa os factos, lógicamente que a razão se sobreporá a essa paixão exacerbada com que tenta defender o indefensável. Vejamos:
1. Falei em problemas informáticos apenas para não ter que estar a dar explicações que apenas cabem às partes ( a mim e aos responsáveis do jornal), pois simplesmente aconteceu um desencontro após as férias e, o artigo foi enviado já depois da impressão (como calcula, se fosse importante nem sequer om refereria);
2. O espaço do artigo é meu e não do PSD. Fui convidado pessoalmente e não na qualidade. Pode perguntar aos responsáveis do jornal. Bem sei que argumenta que aparecem identificados os meus cargos, mas os mesmos só surgem por uma questão de respeito para os leitores, pois de outra forma pensariam estarem a ler algo de um cronista isento e, embora me considere uma pessoa justa, equilibrada e até mínimamente isento a analisar a realidade, não posso dissociar-me dos cargos que ocupo, das posições que políticamente tenho de responder.
3- Comparar uma situação com a outra, é tão aterradoramente desesperado da sua parte que vou tomar essa situação apenas como o que ela representa: um profundo desespero e míngua de argumentos melhores.
4- por fim pergunto-lhe: mesmo v. Exa. sendo do PCP, ou pelo menos defendendo essa ideologia, certamente que deseja o melhor para a nossa população. Admitindo esse princípio, como pode vir defender este lapso? não será mais prudente da sua parte esperar pela defesa do próprio vereador?
Vai ver que ele ainda conseguirá uma "desculpa" airosa, poupando-o a estas figuras..."

já no que concerne ao seu exercício de retórica para justificar o injustificável, pelo menos tem o mérito de não se limitar a comparar o incomparável.
Deixo-lhe duas ou três observãções:
1. O Sr. Vereador ainda não explicou nada, mas vai fazê-lo certamente. Tudo farei para que assim aconteça!
2. Excesso de zelo da CCDR? não sei as regras, por isso não me pronuncio, mas os prazos são para se cumprir, como sabe.
3. justo impedimento? como lhe disse não sei os motivos, mas se havia base legal para a invocar, porque que a Câmara não o fez? tem lá muitos juristas!!
4. Desonestidade política? deve estar a brincar, pois o PSD fez o seu papel: limitou-se a pedir explicações a quem de direito e a sugerir que se assumam as responsabilidades políticas. Ou pensa que o papel das oposições é ficar a aplaudir tudo o que o executivo faz? mesmo o que faz mal.
Era bom, não era?

João Afonso disse...

Drº Paulo Cunha as suas justificações só demonstram a incontrolável falta de argumentos da sua injustificada posição politica... Então V. Excª não sabe os motivos, mas pede logo a demissão do vereador? Então a sua politica é primeiro matar e depois perguntar porquê? É esta a sua maneira de fazer politica... Pois é a mesma só demonstra a vossa desonestidade politica e o alarido que fazem só demonstra a vossa falta de ideias para o Seixal!!!

Anónimo disse...

Este blog é o pior, um tema interesante, mas gente mal informada e comentários de merda

Anónimo disse...

este blog é o pior, para um tema tão interessante, gente mal informada e comentários de merda pretensamente intelectuais, ou bem que falam para todos ou bem que falam ao espelho.

Anónimo disse...

Este Vereador CDU da Câmara do Seixal que foi responsável pela perda de 6 milhões de euros de fundos para o município do Seixal deve demitir-se imediatamente. A equipa CDU em maioria na Câmara municipal do Seixal é toda ela incompetente. O estado a que chegou a falta de organização dos serviços da Câmara é impensável. A falta de regras de funcionamento, a falta de respeito pelas hierarquias, o vereador dá ordens ao auxiliar não respeitando a cadeia hierárquica. Manda mais o auxiliar do que manda o director.À mistura com isto tudo ainda mandam também as bases do partido da maioria. A escolha dos dirigentes em vez de se fazer por concurso faz-se por escolha dos vereadores sem necessidade de comprovar qualquer competência, e não admira que vereadores incompetentes façam as piores escolhas. Mas não é para pagar a esta equipa incompetente que nós pagamos os nossos impostos. Em 2009 é preciso mudar, chega de CDU que já fez estragos demasiado avultados.

David Veloso disse...

Estes últimos textos do Blog do Paulo Edson e os respectivos comentários levam a uma reflexão sobre a responsabilidade política de quem exerce cargos públicos e, no meu caso pessoal, levam-me aos seguintes apontamentos:

1. Qualquer departamento de recursos humanos que tem de enviar vencimentos através de um banco prepara os ficheiros com antecedência para não ter surpresas ..... uma regra elementar que quem responde a candidaturas sabe;
2. Na lei, um acto ilícito de atravessar fora da passadeira tem uma coima que não é comparável com o acto de homicídio qualificado ..... para perceber a dimensão das coisas não é preciso ser jurista ..... basta ter bom senso;
3. Um jornal é uma entidade gerida por alguém que, face ao incumprimento de prazos ou critérios editoriais pode decidir terminar a colaboração com qualquer comentador ..... um partido ou uma junta/autarquia não ..... essa decisão só pode ser atribuída ao próprio presidente ..... se realmente for bom e tiver trabalho reconhecido será eleito novamente ..... mas é preciso ter coragem para ir a sufrágio, coisa que quem está “agarrado à cadeira” nunca tem;
4. Os responsáveis directos podem ser os elementos da equipa mas, essa equipa é chefiada por alguém, certo? Alguém coordena e dá directrizes ou estas coisas são geridas em anarquia?;
5. Se alguém fizesse um erro destes numa empresa estava despedido na hora, porque existe responsabilidade mas, um político, por muita asneira que faça não é despedido ..... infelizmente não pode ser ..... é pena;
6. A responsabilidade política é infelizmente uma prática que não existe em Portugal, com excepção do Jorge Coelho aquando do acidente da ponte ..... um acto que mais ninguém teve coragem de repetir ..... perdemos todos;
7. Á boa maneira portuguesa, vários são os exemplos de contas de mail no Brazil e outros países com uma diferença horária da nossa, pois que eu saiba (mas posso estar enganado e agradeço esclarecimento), no caso de concursos públicos, o que conta é a hora de envio do mail, uma vez que a recepção pode ter efectivamente problemas;
8. Desta troca de comentários e falta de informação, á uma coisa que não percebi ..... a candidatura foi apenas por via electrónica? Porque razão não foi impressa e entregue em mãos dentro do prazo? Não estava já estava pronta?

Cumprimentos,
David Veloso

Rita disse...

Sabemos que nem sempre o trabalho que desenvolvemos corre pelo melhor, sabemos que lapsos acontecem, mas também sabemos que há numa instituição tarefas de maior ou menor importância, de maior ou menor responsabilidade, que o trabalho deve ser planeado, organizado, neste caso parece que impera a desorganização, a falta de planeamento, uma péssima gestão de tempo e um inqualificável desrespeito por um processo desta importância que deveria ter sido acompanhado por alguém de topo. A candidatura tinha de ser elaborada em tempo útil e enviada com margem de segurança, nunca nos ultimos minutos. Claro que tratando-se de uma candidatura, nada garantia que seria aprovada mas, por esse ponto de vista ninguém se candidatava a nada. Isso não pode ser desculpa, não lembra a ninguém. Dizer que não seria aprovada porque vão priviligiar as Camaras PS? Como podem comprovar se nem sequer se candidatam? Dizer que a culpa é sempre do governo é uma boa desculpa, mas neste caso bastante esfarrapada. Trata-se de uma instituição ao serviço do publico, de uma autarquia, com responsabilidades perante os cidadãos ainda não tomaram consciencia disso? Resumindo, parece coisa de amadores, de irresponsaveis, tanto a nivel técnico como politico. Como se não bastasse, além de, ao que parece, não assumirem, ainda vêm alguns comentadores comparar tamanho acto com questões de lapsos de um cidadão que ainda que responsável politico, escreve em nome pessoal, no jornal, exprimindo apenas opiniões. Comparar as duas situações é no minimo ilariante. Em situações como esta, ou assumimos, ou se não temos a sensatez de o fazer, o melhor mesmo seria ficarmos calados. Mas não, vem alguém, talvez com o objectivo de desviar atenções, fazer comparações desta natureza e focar-se unicamente no Dr. paulo Cunha.
Dr. Paulo Cunha, concordo com Hekate, as suas palavras e os seus actos estão cotados ao nivel do ouro.
Faz o seu papel de lider de um partido da oposição muito bem, sem demagogias, sempre com a verdade, sempre atento, sempre expressando as suas opiniões, e muito bem.
O assunto é de tal gravidade que é de consenso em todos os partidos da oposição. Perante tal, no minimo, deviam fazer uma reflecção!

LLL disse...

antónio silva,o amigo desculpe a pergunta;mas o senhor é deste tempo ou é mesmo o pai da beatriz costa?não lembra ao diabo essa da táctica para futuro argumento para candidatura a obras na baìa do seixal,não se esqueça que andamos à trinta e tal anos à espera dessas obras,têm sido só promessas dos seus camaradas.Onde é que tem andado?

José Pereira disse...

Infelizmente não estou surpreendido, pela incompetência mais uma vez demonstrada por este executivo Comunista existente neste concelho e noutros.
Ficamos com a ideia que os responsáveis da câmara, nomeadamente o seu presidente, andaram mais preocupados este tempo todo, com a organização da festa do avante (Utilizando até recursos da Câmara), em vez de aproveitarem as oportunidades que o governo oferecia em termos de investimento no concelho.
Pior ainda, é a forma como arranjam desculpas esfarrapadas, passando atestados de ignorância à população, desculpando-se com problemas de servidor (Então e os milhões gastos no projecto Seixal Digital), quando um simples portátil, como os das novas oportunidades o fazia.
Mas faz parte da doutrina comunista aqui no Seixal, seguindo o exemplo da Coreia do Norte, quanto mais pobre e isolado estiver o povo, mais submisso se torna ao poder do compadrio, existente neste concelho.
Mas 2009 esta próximo, bem como, o fim destes incompetentes.