quarta-feira, junho 11, 2008

ESTRELAS

O ano de 2008, no que às stars diz respeito, está indelevelmente marcado por duas figuras: Cristiano Ronaldo e Barack Obama.
Estamos a falar de dois fenómenos de popularidade, à escala global, que não tendo relação entre si, apenas se dá a coincidência de serem as duas figuras mundiais mais procuradas nos motores de busca no ano de 2008, á frente da palavra mais vezes líder de procura (sexo) e ultrapassando mesmo verdadeiros ícones do mediatismo como David Beckam, Kate Mos e outros.
Ambos são jovens para as suas respectivas profissões, perfeccionistas, têm um forte carisma e sobretudo vendem a imagem como ninguém.
O fenómeno Barack Obama é mesmo um fenómeno que se está a tornar no maior “case study” no mundo inteiro, tal a carreira fulgurante que está a fazer ultrapassando todas as adversidades que se lhe deparam, sendo hoje um misto de Martin Luther King e Kennedy. O único problema de reencarnar estes dois autênticos mitos mundiais é que foram ambos assassinados. Um dado a reter e que está a deixar muito preocupados certos círculos Norte-Americanos.
A sua ultrapassagem à Senadora Clinton, tem tanto mais de extraordinário, quanto todos nós sabemos que esta partiu para a corrida à casa branca como a candidata institucional, que recolhia apoios, fundos financeiros invejáveis e uma estrutura montada há anos para celebrar a eleição. Digamos que partiu na “pole position” entanto que Barack Obama era apenas uma figura interessante, rodeada de uma auréola ou misticismo simpático, com a particularidade de ser afro-americano, mas claramente em quarto ou quinto lugar nessa grelha de partida. Aliás o grande rival da Senadora Clinton era o Giuliani, que depois de uma estratégia desastrosa, em que apenas iniciou a candidatura muito mais tarde, nesse momento percebeu que já havia um candidato muito mais forte e fez falsa partida. Barack Obama será certamente a mais refrescante notícia que o mundo ocidental terá nesta nova década.

C. Ronaldo é já, de muito longe, o desportista mais perfeito que existe. Pratica o desporto mais popular à escala mundial, é obstinado no treino. É hiper-talentoso. È rápido a pensar o futebol e com a bola nos pés. Forte fisicamente. No futebol é perfeito. Os portugueses foram-se rendendo. O mundo já se rendeu. É português. Que enorme orgulho!!!
Duas notas finais para dizer que outros dois portugueses também nos enchem de orgulho: José Mourinho, considerado o melhor treinador do mundo, tem o desafio à sua altura, como treinador mais bem pago do mundo.
Durão Barroso, tem feito um mandato tão positivo que pode escolher: ser o primeiro presidente da União europeia ou renovar o mandato. É obra e enche-nos de orgulho.
Nota: escrito no dia 4 de Junho, antes dos jogos do Europeu e da previsível renúncia da Senadora Clinton.

Bons comentários. Tenha presente que só serão publicados no Jornal “comércio do Seixal e Sesimbra”, os efectuados até quinta-feira de manhã.

17 comentários:

João disse...

Estrelas, ainda hoje assistimos a uma dignissima pretação de uma estrela. Além de marcar o golo, deu nitidamente um golo a marcar ao Quaresma que creio, podia ter sido marcado pelo próprio, grande desportivista, o nosso Cristiano.

António disse...

Grande artigo, grandes estrelas as que refere.

Cristiano é uma revelação de que a maioria nos orgulhamos.
Obama, Obama será, é já uma grande revelação. Inesperadamente surge o inimaginável, quase do nada, afro-americano, como bem diz, sem pontos à partida, ultrapassa tudo, contra todas as expectativas, um caso único de uma grande estrela.

A nossa grande selecção também hoje brilhou, só não fez parar o País, porque alguns ficaram divididos entre o jogo e a corrida às gasolineiras.

Anónimo disse...

O Seixal precisa de um Obama...

Anónimo disse...

Viva Potugal! Viva a selecção! Viva C. Ronaldo

Anónimo disse...

Só cromos...

Anónimo disse...

É óbvio que Obama beneficiou de uma coisa que se chama de voto racista. Por outras palavras, muitos votaram em Obama, apesarem de pouco conhecer, ou reconhecer competência, votaram nele porque era "negro". Sen dúvida Obama soube lidar muito bem com isso. Obteve a grande maioria dos votos do eleitorado negro, dos "brothers", e ainda cativou aquele eleitorado que não olha à competência para sescolher o seu candidato mas tão só ao facto de ser vanguardista ter um presidente negro. Está na moda.
E para se apecerberem como este votação foi influenciada por aspectos racistas, vide o exemplo dos hispânicos terem votado em peso na Hillary, só para não votar num candidato negro.
Em Portugal, o mesmo fenómeno pode surgir. Por exemplo, votar nos candidatos só porque são de determinada cor, ou se são bonitos ou feios. E quantoa termos um Obama no Seixal... já temos.
Alfredo Monteiro

Anónimo disse...

Força Portugal!

Também neste pequeno país temos grtandes estrelas, mas nem sempre lhes reconhecemos valor.

Anónimo disse...

Talvez mais do que votar atendendo ao que "está na moda", tenham votado num lider carismático, que teve a capacidade de fazer acreditar.

Anónimo disse...

Qual o carisma de Obama?
O mesmo do Alfredo Monteiro...
Será que sabe o significado de carisma? E subida meteórica?

Laura disse...

Boa tarde, este artigo reflete em poucas linhas o mérito de grandes nomes, uns já afastados, outros, como Obama e C.Ronaldo, ainda no inicio dos seus percursos, deles não "reza ainda a história", mas sim a actualidade, qualquer deles figuras de valor especial, figuras que gozam de um prestigio invulgar, que têm a grande capacidade de inspirar entusiasmo pelo trabalho que desenvolvem e pela sua postura face à vida.

Anónimo disse...

Carisma? Subida meteórica? Julgo saber o seu significado, e quando não sei, consulto o dicionário, penso que o anónimo que me antecede também o deveria fazer, não faz mal a ninguém.
Quanto a Alfredo Monteiro, não o conheço, devia? , logo não sei se é carismático ou não.

Anónimo disse...

Discriminação positiva relativamente a Obama, não creio.
Não deveria ser nunca feita discriminação nem pela raça, cor, ideologia politica ou religião. Utopia? Mas só quando isso acontecer conseguimos ter um mundo melhor. A humanidade já sofreu demasiado com isso.

Anónimo disse...

Fiquei convencido que não sabe.
E quanto a não conhecer Alfredo Monteiro... diz muito da desinformação de alguns leitores. Mas posso dizer-lhe que é o presidente da CM Seixal, e fisicamente parecido com Obama. E para mais, convido-o a ler um post do Hekate sobre como foi utilizada a imagem de Obama... só um cheirinho... nos estados de maioria branca os seus cartazes eram mais brancos... nos estados de maioria negra a sua figura aparecia um pouco mais escuras.
Qual o carisma desta pessoa? O carisma do Camaleão?

Anónimo disse...

Falar de Durão Barroso desta forma é hilariante. O Durão Barroso não é aquele que se pirou depois do governo PSD-CDS/PP ter arrebentado com Portugal? O tal das armas de destruição no Iraque? O que deu o edifício do casino?

...

Anónimo disse...

Quanto ao post do Hekate, procurarei ler.

Quanto a Alfredo Monteiro, o meu pedido de desculpas ao próprio, com todo o respeito.

Mas penso que não somos obrigados a conhecer todos os Presidentes de Câmara do País, não sendo do Seixal,como não sou, nem fazendo parte activa nos meandros politicos, penso que isso é justificável, mas esta é apenas a minha opinião. O anónimo que se refere ao assunto sabe o nome de todos os Presidentes e tem o prazer de os conhecer pessoalmente? Deve ser mesmo uma pessoa muito, mas muito bem informada.

Leio este blog pontualmente, pelo seu autor, que muito aprecio, pelos artigos que escreve, como profissional, como ser humano fantástico que considero ser, mas isso não me faz residente no Seixal.

Anónimo disse...

Claro que não tem qq problema eu tb não sou residente no Seixal... nem o autor deste bolg é residente no Seixal... como tal não há qq impedimento...

Anónimo disse...

Alfredo Monteiro parecido com Obama???
Mais parecido parece-me o próprio Paulo Cunha, autor deste blog. Mais parecido em termos fisicos e essencialmente por ser uma lufada de ar fresco a emergir cada vez mais.