terça-feira, junho 24, 2008

Fernão Ferro a "Ferro e Fogo"

Caros amigos, estou a aproveitar o post de há duas semanas, cujo interesse se mantém bem vivo de todos vós, para permitir que continuem a dissertar sobre o mesmo e, sobretudo, para que todos tenham possibilidade de ler o que se tem escrito (e já vai em 41 comentários).
Aqui fica então o post, devidamente recauchutado:
O tema tem sido por demais discutido, por isso não há como deixar de abordá-lo:
Como sabem, PS e PSD apresentaram conjuntamente uma Moção de Censura (veja aqui )última Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro.
Como também sabem, seguiu-se um comunicado conjunto emitido pelas duas forças políticas locais (aqui), apoiadas pelos respectivos responsáveis políticos concelhios.
Das duas situações, nada de mais extraordinário se passou, tratando-se de dois partidos da oposição, que, num determinado momento tinham um interesse comum.
Pois, mas nem a população assim pensou, saudando efusivamente esta coligação (que não existe de facto, relembro) e a CDU e o executivo da freguesia , por outro lado, entraram em pânico perante esse cenário e têm tentado por todos os meios descredibilizar esse "movimento".
A(s) pergunta(s) que se impõe(m) é/são: Está, em Fernão Ferro, a oposição preparada para conjuntamente retirar a CDU do poder?
É isso que a população quer?
Como reagirá o PCP/CDU, a uma situação dessas? continuará a tentar "dividir para reinar"?
Ou ver-se-á impotente e não lhe restará outro método do que a calúnia e a chamada "política da terra queimada"?
Meus amigos, Fernão Ferro está a "Ferro e Fogo".
Deixe o seu comentário, sabendo de antemão que para a respectiva publicação terá de o fazer até quinta-feira de manhã e, que, caso queira comentar, mas não publicar no jornal, basta referir esse facto.
Obrigado pela sua participação.

67 comentários:

João Afonso disse...

Esta ideia de coligação só demonstra a fragilidade do PS e do PSD e a impotência que os mesmos reconhecem de sozinhos conseguirem vencer a CDU. Da parte da CDU, e face ao bom trabalho realizado, esta coligação era bem vinda, pois era a maneira mas fácil de se ganhar com maioria absoluta em Fernão Ferro, uma vez que não faltariam eleitores quer do PS, quer do PSD, a votarem na CDU por discordarem desta coligação. Aliás os melhores resultados de sempre da CDU foram quando o PS e o PSD concorreram em coligação.
Já agora não limitem a coligação apenas a Fernão Ferro, mas a todo o concelho, é que conheço tanta gente que nesse caso iria votar na CDU!!!

Ana disse...

Não faço ideia se a oposição estará preparada para tal, mas tenho a certeza que a população está preparadissima para mudar de políticas.
Não sei de onde surgiu a ideia de Fernão Ferro, freguesia florida, não sabia que o lixo que abunda por todo o lado tinha virado flores, o slogan deveria ser e parafraseando um outdoor que diz qualquer coisa como, o seu animal de estimação é um porco?, Fernão Ferro a freguesia lixeira.
É lixo por todo o lado, são terrenos abandonados cheios de lixo e de ervas secas que são autênticos focos para a proliferação de incêndios, a desordenação é por todo o lado, passeios que convidam ao acidente, cruzamentos mal projectados.
A missão de "endireitar" Fernão Ferro será muito díficil mas será um desafio aliciante.
Portanto Senhores da oposição comecem a reflectir efectivamente se estão preparados, porque Fernão Ferro merece uma nova política, mas tem de vir de alguém que ponha os seus interesses acima dos interesses de qualquer partido.

António disse...

Uma coligação entre os dois partidos só comprova que a situação é tão grave que consegue colocar dois partidos de ideais divergentes em convergência, o que é extraordinário.
É um acto de bom senso em prol da comunidade e necessário, porque infelizmente ainda há pessoas que independentemente dos actos dos politicos em quem votam, continuam a votar num partido quase como se de um clube de futebol se tratasse, são daquele quer joguem bem ou joguem mal. Não é fácil inverter esta situação, mas é possivel ir mudando. Com muito trabalho, mas vão conseguir.

Miguel Rodrigues disse...

Vivemos hoje numa democracia, o que prova que não é necessário que a CDU seja poder central para que isso aconteça, antes pelo contrário. Mas infelizmente Portugal viveu um regime totalitário e todos os que eram contra o regime eram conotados de comunistas, hoje sabemos que não é assim, no entanto este conceito está infelizmente ainda enraizado numa parte da população que se mantém fiel a esse principio, é isso que importa desmistificar, é isso que importa mostrar à população, que todos os regimes de extremos são totalitários e maléficos. Existem vários pensamentos polticos de grandes pensadores da história que comprovam esta realidade.

Ponto Verde disse...

Uma coligação ou uma plataforma cívica serão não necessários mas preferencialmente desejáveis nas próximas eleições autárquicas, no Seixal , e não só em Fernão Ferro.

Dos últimos 34 anos de poder autárquico ininterrupto da CDU resultou o estabelecimento de uma gigantesca teia de pequenos poderes , empresas municipais e interdependências que poderão boicotar ou constituír um entrave governativo a quem fôr eleito.

Só uma coligação ou plataforma civica estariam acima das normais tácticas da CDU (esta já num cenário de força deposta) para boicotar a acção dos orgãos autátquicos e da própria autarquia, quer do ponto de vista orgânico quer com uma provável oposição que institua a táctica de permanente agitação.

Quem fôr eleito, tem que ter preferencialmente o suporte de uma ampla plataforma , uma base eleitoral, mas também moral para poder fazer frente aos "direitos adquiridos" e aos inúmeros protocolos, interesseses e parcerias pouco claros que , sobretudo a cada final de ciclo se reproduzem exponencialmente.

Post Scriptum -

1) Veja-se o comentário do Sr João Afonso para aferir do medo que a CDU tem de um entendimento supra-partidário para o Seixal.

2) Só para terminar, já viu que ridículo que é a declaração desse senhor quando diz que uma coligação do PS com o PSD "demonstra fragilidade" esquecendo-se que formalmente a CDU é também ela uma coligação PCP e OS VERDES...

Velas do Tejo disse...

Está na hora! Cidadania pelo Seixal!

O Concelho do Seixal suplica por ventos de mudança. Hoje, existe capital humano de elevadissíma qualidade em ambas as forças partidárias. É tempo de olhar em frente e que a "revolta" nos "rume a bombordo"!

outsider disse...

Apenas cito...

Niccolo Machiavelli: "Nada é mais difícil de realizar, mais perigoso de conduzir, ou mais incerto, quanto ao seu êxito, do que iniciar uma nova ordem de coisas, pois a inovação tem como inimigos todos aqueles que prosperam sob as condições antigas e como amigos todos aqueles que podem se dar bem nas novas condições"

Por isso, e pelo estado das coisas, afirmo: Não sei se a coligação é melhor ou pior, mas prefiro claramente a mudança...

E estes caceteiros que usam a conversa do dividir para reinar, irão pela força dos votos reduzir-se à sua insignificância e a sua ignorância de meros executantes de uma sebenta que aderiram pela "ditadura" de Abril que aqui se instalou...

Mudar é mesmo preciso

Anónimo disse...

Eu diria mais:
"que a "revolta" nos "rume a bombordo, com as velas do tejo na Baía do Seixal", seguindo para A-Sul

Lidia disse...

"Eu diria mais:
"que a "revolta" nos "rume a bombordo, com as velas do tejo na Baía do Seixal", seguindo para A-Sul".

Bem, este comentário do anónimo está espectacular. Subscrevo-o na integra, por isso aqui o transcrevo, espero que não se ofenda.
Continuem com o vosso bom trabalho.

MC disse...

Parabéns a todos, felicidades e sucesso nas vossas novas funções. Um beijinho em especial à Dra. Mercês Borges a quem reconheço enorme valor e por quem nutro grande estima e amizade. Felicidades e sucesso também para ti Paulo, que elegantemente sempre assinalas estes momentos.

Alexandre disse...

A coligação PS PSD em Fernão Ferro não é só um desejo como uma necessidade para que a população de Fernão Ferro possa livremente participar na vida cívica da sua freguesia livre do controle sufocante que a CDU faz à população. Queremos uma coligação em Fernão Ferro e no resto do concelho. Queremos sentir a alegria de viver num concelho livre e democrático.

Dulce Nunes disse...

Com coligação ou sem ela o que importa é a mudança, que tão necessária é no nosso Conselho.

O Sr. João Afonso não se iluda, pois uma coligação PSD/PS não levará ninguém a votar CDU. A população do nosso conselho não anda a dormir como pensam.

Não estamos no "ontem" estamos no "hoje" para preparar o Futuro daqueles que EFECTIVAMETE querem a VERDADEIRA Democracia no nosso Municipio de Abril, como, aliás é a própria CDU que tanto apregoua.
25 de Abril, para quem não saiba, significa respeito pelas opiniões dos outros, e em que a minha liberdade não pode começar onde a dos outros acaba.

Anónimo disse...

Mais importante que uma coligação é um entendimento sério entre pessoas sérias e de boa vontade.
Entre pessoas que tenham idéias e um projecto que vise o essencial em detrimento do acessório.
Um projecto que pense grande e aponte para as pessoas e para o seu bem estar.
Um projecto que não seja apenas um slogan como é o da Freguesia Florida.
Precisamos muito mais do que ridículos slogans.
Precisamos de zonas verdes de lazer e dos passeios limpos e não de canteirinhos floridos que são mais um obstáculo à mobilidade dos peões, sobretudo dos deficientes e que exige um exécito de trabalhadores para a sua manutenção quando deviam estar ocupados na limpeza do mato dos passeios que são uma vergonha e um perigo para a saúde pública.
Precisamos de um projecto
válido para o futuro em vez de se andar a remendar o presente.
Precisamos de racionalizar os recursos em vez de os desperdiçar em propaganda e viagens de turismo.
De ajudar as instituições da freguesia em detrimento das de fora.
Precisamos de infra-estruturas de qualidade para dar assistência às nossas crianças e idosos.
Precisamos de um projecto que sirva os interesse de toda a população da freguesia e não só de alguns.
Precisamos de uma política democrática de diálogo e não de confronto como aquela que temos hoje na freguesia, que é sectária e às divergências responde com provocações e insultos denotando a falta de respeito que tem pelas pessoas e o défice democrático que estes paladinos da democracia ainda têm 34 anos depois da democracia ter sido restaurada.
É preciso de facto mudar. Mudar de política.
Mudar de atitude, com outra mentalidade mais aberta, mais criativa e que ponha os interesses da população acima de quaisquer outros, sejam eles pessoais ou partidários.
É óbvio que a CDU tem feito tudo para contrariar o bom entendimento político e até pessoal entre as pessoas do PS e do PSD na Freguesia.
Ainda nesta última Assembleia o fez mais uma vez descaradamente tentando convencer a Bancada do PSD de que é um erro este seu entendimento com o PS.
Se é um erro porque é que a CDU está assim tão preocupada com esse entendimento?
A CDU está preocupada porque efectivamente se houver um entendimento sério, e leal, é preciso que se diga, a CDU tens os dias contados.
A CDU, sempre apostou na divisão da oposição e mesmo neste mandato já o conseguiu, pois o PS e o PSD já não têm desde há há muito a maioria na Assembleia.
E tem sido precisamente esta sua política de dividir para reinar, juntamente com a aposta na abstenção, que de facto tem permitido à CDU reinar todos estes anos não só em Fernão Ferro como em todo o Concelho.
A alternância do poder é salutar e uma alternativa à CDU não é só um anseio da população como é uma necessidade premente.
Pessoalmente, penso que chegou a hora de mudar. Mudar com a consciência de que é preciso fazer mais e melhor porque é isso que a população deseja, foi para isso que a população vota em nós.
Cabe aos políticos assumir as suas responsabilidades no superior interesse da população e da freguesia.
Cabe ao povo depois decidir.
E o povo não é estúpido, como por vezes querem fazer crer.

Fernando Reis disse...

Peço desculpa.
Cliquei antes de colocar o meu nome no comentário que fiz.Faço-o agora:Fernando Reis

Mauro Santos disse...

Relativamente a isto, deixo claro que sou contra coligações pré-eleitorais devido a divergências de ideologias políticas que levam à definição da actuação política.

Quanto a movimentos cívicos, sou totalmente favorável, sejam estes constituidos por sociais democratas ou socialistas. Pois mostram que a actual governação é tão má, que a própria sociedade civil se insurge e concorre para mudar esta realidade negativa.

Enquanto morador desta Freguesia, não sou favorável a uma coligação pré-eleitoral(nem pós-eleitoral), pois estas coligações tendem a ser conflituosas e quem sofre é a população com a ineficiência de governação e tomada de decisão.

Mas por a actual governação ser muito pior do que todas as desvantagens que vejo numa eventual coligação, então sim, prefiro coligações ao abuso de poder comunista que já enjôa.

Fernando Reis disse...

Dia Municipal do Bombeiro, comemorado em Fernão Ferro?
Numa freguesia que não tem aquartelamento, apesar de já estar prometido há anos?
É porque há fogo na freguesia e a Junta da CDU deve estar a arder.
Estamos mesmo a ver que querem abafar a oposição para o incêndio não alastrar.
Como o fogo está a ter uma dimensão que poderá ficar fora de control vão atacá-lo em força contra os "incendiários" que andam por aí a denunciar o mato dos passeios e dos baldios.
Na realidade com o potencial risco de incêndio que a freguesia corre com as altas temperaturas que já se fazem sentir e a falta de limpeza dos matagais que se vêem por todo o lado é cada vez mais urgente que a construção de um quartel de Bombeiros, em Fernão Ferro, devidamente equipado e com condições dignas para os bombeiros,(veja-se o exemplo da Quinta do Conde) seja uma realidade.
Mas desconfio que este não vá ser mais que quatro paredes levantadas para albergar alguma sucata em desuso para depois dizerem que o homem sonhou, Deus permitiu e a obra fez-se... em tempo de campanha eleitoral.
Este filme já é conhecido, mas vamos estar atentos a ele.

Samarago afonso disse...

Olá S. João Afonso Sardinha,
O senhor em vez de estar preocupado com as coligações e/ou movimentos civicos (independetes) deveria dedicar-se á contabilidade. Sugiro que contrate um TOC e um ROC apresente as contas aos associados do Pnhal General. Tenha vergonha, quem não deve não teme. Será que o senhor teme que lhe retirem o luxuoso apartamento da Alameda das Linhas de Torres? Aprovei a oprtunidade e contrate um esteticista para dar uma reforma na sua apresentação. Um politico que se preze tem de ter cuidado com a aparência.
Coitado do burguês...

Fernando Goncalves disse...

Todos sabemos em Fernão Ferro o que é necessário para derrotar a Coligação Democrática Unitária (Partido Comunista + Verdes) que de "Democrática" só tem o nome!!! O entendimento entre o PSD e o PS existe e ele concerteza vai ser consubstanciado nas próximas eleições. Já é altura de mostrar à CDU a força da razão que é superior à razão da força (ver o que aconteceu no Pinhal do General). Fernão Ferro anseia e suspira por este entendimento porque sabe que a CDU nunca ganhou com a maioria e basta que exista esta vontade para aquela ter os seus dias contados. Aliás o nervosismo é latente daqueles que se opoem a esta união...
Viva Fernão Ferro e já agora continuem com esse projecto de reunião de politicas e de vontades.
A população de Fernão Ferro dará o concertexa todo o apoio.

Fernando Reis disse...

Já aqui manifestei a minha opinião sobre este tema.
Não vou repetir-me.
Quero apenas dizer que nunca em Fernão Ferro houve uma coligação entre o PS e o PSD, ao contrário do que já aqui alguém insinuou.
Uma coligação não é um sinal de fragilidade. Se fosse o PCP não estava agora a seduzir o BE para criar uma plataforma de entendimento para se apresentar às próximas eleições legislativas.
Na minha opinião uma coligação revela apenas que entre os coligados não há grandes divergências políticas políticas.
Já agora deixo aqui os resultados das últimas eleições (2005) para a Junta de freguesia em Fernão Ferro:
1º CDU - 1926
2º PSD - 1172
3º PS - 1139

Verifica-se, assim, que a maioria dos eleitores não votou na CDU e que o PSD apenas teve mais 33 votos que o PSD.

Cada um tire agora as suas conclusões.

Fernando Reis disse...

As gralhas acontecem e quando acontecem temos que as rectificar.
No comentário que fiz anteriormente lê-se que o PSD teve apenas mais 33 votos que o PSD.
Naturalmente quem leu e olhou para os números verificou com facilidade que o PSD teve mais 33 votos que o PS.
Pela gralha, apresento as minhas desculpas.

Anónimo disse...

É PRECESISO INFORMAR TAMBÉM QUE A COLIGAÇÃO PS-PSD FERNÃO FERRO FOI DERROTADA COM 8 VOTOS CONTRA E 4 VOTOS A FAVOR.
TAMBÉM QUE O FERNANDO REIS SOMA DUAS DERROTAS NAS DUAS ÚLTIMAS ASSEMBLEIAS DE FREGUESIA, CHEGANDO A AFIRMAR ALTO E BOM TOM QUE NÃO ERA CANDIDATO A NADA,(SÓ PRETENDIA DESTABILIZAR)E ABANDONOU A ULTIMA ASSEMBLEIA DEIXANDO O SEUS COMPANHEIROS DE PARTIDO E DE COLIGAÇÃO ABANDONADOS.
È ASSIM QUE O PS TEM AGIDO EM FERNÃO FERRO, DESTRUINDO-SE A SI PRÓPRIOS COM 4 FACÇÕES.
É ESTA A ESTABILIDADE E CONFIANÇA QUE PRETENDEM DAR À POPULAÇÃO ?

Anónimo disse...

Fernando Reis
Está sempre com "gralhas", aliás a sua prosa nos jornais e na Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro é uma panóplia de "gralhas". Devia visitar o Palácio da Pena em Sintra e meditar na Sala das Gralhas. Talvez se inspirasse e passasse a ter outro comportamento.
Todos estão conscientes que será muito difícil tirar a CDU do Concelho do Seixal e especialmente na Freguesia de Fernão Ferro, onde tem sido realizado um grande trabalho e até ao fim do mandato a obra vai ser incrementada. Com coligação ou sem ela a derrota é certa.

Samarago Afonso disse...

Ao anónimo CP das 3 de Julho de 2008 17:01 venho informar que já se discute a alternativa ao exercício da sua função. O senhor está a fazer tanto barulho, a arruaçar os esquemas e não vê que o comité já não conta consigo? Guarde um conselho:
Quando se advinha os futuros, nós antecipamo-nos; mude-se para a sua aldeiazinha e candidate-se a vereador da Câmara Municipal de Arganil (lá os infiltrados vão á tosquia e não há lugar a pseudo independentes).
Quanto ao SENHOR Fernando Reis sair derrotado, isso é o que vocês pretendem, pois ele desde que faz parte da Assembleia da Freguesia tem trabalho feito. Já demonstrou que é mais capaz do que qualquer um dos que até hoje passaram por Fernão Ferro (desde a sua fundação). Enquanto ele trabalha, todos os seus antecessores (de todos os Partidos) cultivaram o facilitismo e quando fizeram algo foi sempre com o fito na obtenção das tão apreciadas senhas de presença (perguntem ao Sr. Aires dos Remédios - Presidente da Assembleia da Freguesia - pessoa com muita experiência na obtenção de senhas). O Sr. Fernando Reis veio dar uma nova dinâmica às estruturas em Fernão Ferro. O PCP cedo se apercebeu disso e minou o terreno de uma forma injusta e cobarde onde até a figura do CP saiu chamuscada. Mais refiro que ao abandonar a Assembleia eu aplaudi já que o fez com luva branca, não existe igualdade, os fregueses podem falar durante 5 minutos mas o incumpridor do Presidente da AUGI do Pinhal General obteve 45 minutos para efectuar um comício dentro da sala da Assembleia. O Sr. Fernando Reis demonstrou que não compactua com audição de cidadãos de primeira e de segunda, para ele são todos iguais. E mais refiro que é por estas e outras que o Sr. Aires saiu do PS. Caso não saísse certamente seria forçado a fazê-lo, porque Partido que se digne não permite que se diferencie cidadãos em os que são de primeira e de segundas classes. Esse tempo já lá vai...

Fernando Reis disse...

Ao anónimo de 3 de Julho das 17h01 e 17h34 gostava de dizer-lhe que vivemos em democracia onde é possível o debate de idéias e de projectos sem ser preciso recorrer ao anonimato.
Falta-lhe os argumentos e a coragem.
Pois é, sobra-lhe na cobardia.
Por isso prefere a calúnia e os métodos pidescos da contra informação para desestabilizar e descredibilizar.
Sabe, como todos sabem,e sabe melhor que ninguém que não existe nenhuma coligação , nem nunca existiu entre o PS e o PSD e que o PSD e o PS não têm a maioria dos votos na Assembleia de Freguesia.
Assim, tudo o que o PS ou o PSD apresentar será sempre "DERROTADO".
Mas a este paladino da democracia sempre lhe digo que nunca pactuei, nem no tempo do fascismo, com métodos anti-democráticos.
Venham eles de onde vierem.
A este discípulo de Maquiavél reconheço que tem feito um bom trabalho para a desestabilização do PS e para a divisão da oposição.
O PCP não faria melhor.
Basta ver as polémicas que ocorreram na Assembleia entre o seu presidente e o PSD para se saber quem é que as fomentava subrepticiamente.
Demorei tempo a perceber mas percebi ainda a tempo.
Terá assim tanta certeza de que a CDU vai ganhar as próximas eleições?
Convidava-o a apresentar-se como candidato.
Quem tanto se mostra preocupado com o insucesso da oposição, nomeadamente do PS, é caso para perguntar, à moda do Ribatejo, porque é que não avança para os "cornos do toiro"?

Fernando Reis disse...

Para este anónimo deixo ainda aqui o "Elogio da Dialética" de Bertolt Brecht:

- A injustiça avança hoje a passo firme.
Os tiranos fazem planos para dez mil anos.
O poder apregoa:as coisas continuarão a ser como são.
Nenhuma voz além da dos que mandam.
E nem todos os mercados proclama a exploração: isto é apenas o meu começo.
Mas entre os oprimidos muitos há que agora dizem:
Aquilo que nós queremos nunca mais alcançaremos.
Quem ainda está vivo nunca diga:nunca.
O que é seguro não é seguro.
As coisas não continuarão a ser como são.
Depois de falarem os dominantes
Falarão os dominados.
Quem pois ousa dizer:nunca?
De quem depende que a opressão prossiga? De nós.
De quem depende que ela acabe? Também de nós.
O que é esmagado, que se levante!
O que está perdido, lute!
O que sabe ao que se chegou, que há aí que o retenha?
Porque os vencidos de hoje são os vencedores de amanhã.
E nunca será:ainda hoje.

Anónimo disse...

È minha opinião que não se deve escamotear a realidade e o senhor dono deste blog deveria ter o dever de tentar manter a verdade escrita no seu blog. O senhor Fernando Reis que até me parece boa pessoa labuta num erro. Qual? Não sabe os resultados das últimas eleições autárquicas na Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro. Pois bem fique sabendo que a CDU não tem maioria absoluta na Assembleia de freguesia tm a CDU-6, PSD-4; PS-3... consegue fazer contas??
Francamente não percebo onde esta gente anda... tão distante da realidade... aqui fica um link para confirmar os resultados... http://www.cm-seixal.pt/CMSEIXAL/CAMARA/ACTOS_ELEITORAIS

Samarago Afonso disse...

Ao anónimo das 18:25 deixo-lhe aqui um LEMBRETE:
Em vez de estar preocupado com as contas das forças politicas com assento na Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro, devia preocupar-se com os resultados das proximas eleições para a AUGI do Pinhal General e as consequências da sindicÂncia que se irá fazer ás contas. Preocupe-se em solicitar uma dupla nacionalidade, de preferência ao Sr. Mahmoud Ahmadinejad para que possa escapar... nunca pense que tem a audácia do Dr. Vale Tudo e já agora quanto ao Sr. Fernando Reis ser uma pessoa labuta, tem toda a razão, esse Senhor tem trabalho feito, trabalho que foi, é e continuará a ser apreciado por todos que não sejam caciques. Subjectivamente penso que a contrário senso o Sr. é que não TRABUCA, pois o seu trabalho está á vista no Pinhal... A sua maioria zimbabuana permite-lhe não fazer nada e não ter oposição... Aqui o Samarago sabe que os sócios já se estão a unir para em sede devida repor a ordem...

Saramago Afonso disse...

Ao tal anónimo do Pinhal General cabe aqui deixar um pequeno extrato da sua Biblia:
"Capítulo X – Como devem ser medidas as forças de todos os principados

Os príncipes capazes de se conservarem por si só, que podem, por abundância de homens e de dinheiro, constituir um exercito forte e enfrentar qualquer assaltante. Estes exércitos devem ser regidos por leis. Deste modo este principado terá uma cidade fortificada, mas que não se faça odiado.

A natureza humana obriga ao homem tanto benefícios feitos pelos que recebeu. Pode-se concluir que não será difícil a um príncipe prudente garantir-se de seu povo."
Nicolau Maquiavel

O Sr. anónimo releu várias vezes este livro, até o saberá de fia a pavio, no entanto não se esqueça que já não estamos no século XVI e que as pessoas do Pinhal General, Fernão Ferro e do Concelho do Seixal são letradas...

Anónimo disse...

Eu pelo menos faço os meus comentários sempre como anónimo agora temso aqui o Fernando Reis, que não percebe nada de politica a não ser apraticada na net; depois temso o sramago e o samarago (dupla personalidade?) se calhar temos sempre a mesma pessoa... pois falamos com um e responde-me o outro... o saramago ou samarago ... chega desta politica de internet... saiam para a rua e não tenham medo de expor as suas posições publicamente. Eu sempre o fiz, e nunca vou deixa-lo de fazer. E sempre o fiz com graves prejuizos para a minha pessoa, para a minha actividade, nunca fiquei calado, e sempre ajudei aqueles que mereceram. Nunca deixei de estar presente num evento por medo... e sei de muitos bons militantes de um partido da oposição que não faziam campanha ao pé do seu local de trabalho... pois não queriam que se soubesse que não eram comunistas... pois há muita gente dessa que se mexe muito bem como as cobras nos meandros e que anda na politica para se servir em vez de ser servir os outros.
Agora fala-se em novos politicos... mas novos no que? Em dar a cara? Eu sou mais nvovo que quase todos e dou a minha cara desde mais de 15 anos?? Novos ou só agora tiveram coragem?

SAMARAGO AFONSO disse...

Sr. anónimo, para sua informação não possuo o dom da ubiquidade (omnipresença). Se o senhor tivesse mais atenção verificaria que SOU DE FACTO A MESMA PESSOA (até parece que descobriu o eldorado), chame-me Samarago Afonso, e não sou muito conhecido na freguesia, pois não passo a vida nos cafés e não tenho o hábito de ser egocêntrico nem publicitário, o que aconteceu é que ao digitar troquei as letras, mas não tenho que lhe justificar absolutamente nada. O senhor certamente nunca se engana...
Quanto a dar a cara tem razão é por isso que assina como anónimo.
Quando refere que sai para a rua e não tem medo (tenho dúvidas), deixo-lhe aqui a minha resposta, õ meu Pai ensinou-me nunca olhar para traz, ensinou-me a assumir os meus actos e fundamentalmente ensinou-me a ser possuidor de um resultado lógico de uma operação mental de um juízo (ser verdadeiro).
Tenho a certeza que esse ponto que lhe provoca comichão, mas não se preocupe, vai continuar a ter a oportunidade de ler os meus comentários, na net e nos jornais locais.
No que respeita aos graves prejuízos para a sua pessoas, somos antipaticamente diferentes, os meus actos não suportam essas consequências, jamais deixarei interferir que as acções influam na verticalidade da minha pessoa.
Quanto ao assunto de não fazer politica ao pé do local de trabalho, não sei a quem se estar a referir, nem me interessa, mas esse facto demonstra a politica desse partido. Para que as pessoas possam manter o seu local de trabalho e usufruir de um salário para sustentar a família, são oprimidos e coagidos a fazerem parte do partido. Por exemplo em Fernão Ferro os funcionários da Junta são filiados no PSD?, no CDS? no PS ou no Bloco de Esquerda?
É facto notório que o PCP controla este caciquismo, é a derradeira arma para manter este exército esfarrapado.
Quanto ao facto de ser novo ou velho, esse comentário só poderia sair do encéfalo de um anónimo, veja o nosso Manuel de Oliveira; tem dúvidas que ele é mais jovem que o senhor? Pois não tenha, ele consegue juntar uma grande lucidez a toda a experiência que a vida lhe proporcionou.
Senhor anónimo não sei quem é, nem tenho grande curiosidade em conhecer pessoas como o senhor. Desconfio quem seja, pois sou uma pessoa atenta ao que se passa e o senhor descai-se quando se refere ao Sr. Fernando Reis, o que dá logo para desconfiar quem seja. Poderá não ser essa pessoa, mas então é muito mais grave porque demonstra uma grande falta de personalidade pois essas atitudes têm um fim em si mesmo.
Note; o Sr. Fernando Reis tem trazido à tona da água as mais Maquiavélicas decisões da Junta de Freguesia de FF. Hoje sabemos o que se passa, as asneiras que são feitas, as que se tentam fazer passar na Assembleia entre outras. Mais ele tem demonstrado trabalho, não critica unicamente, APRESENTA PROPOSTAS CONCRETAS PARA AJUDAR A PROCURA AS MELHORES SOLUCÇÕES. Onde é que até hoje (eu já vivo nesta Freguesia há 15 anos) isso aconteceu, NUNCA. O Sr. Carlos Pereira tem algum mérito, pois o pouco que até hoje foi feito tem o seu carimbo, mas a questão reside em o que se poderia fazer.
Eu vou aproveitar a oportunidade para explicar o método utilizado pelos Administradores das Multinacionais, para efectuarem os pontos de situação das suas empresas (tenho muitas dúvidas que a maioria dos nossos apliquem este método - a título de exemplo eu aplico-o no meu dia a dia):
1º- Em que situação é que me encontro agora? (Onde estou)
2º- Em que situação é que me quero encontrar daqui a X tempo? (Onde gostaria de estar - Objectivo)
3º- Qual é o hiato entre o ponto 2 e o ponto 1 (GAP)
Finalmente – Vou aplicar todos os conhecimentos, ouvir os meus colaboradores mais próximos para que possa tomar uma decisão colegial no sentido de reduzir esse GAP.
Sr. anónimo é obvio que não existe método na Junta de Freguesia de Fernão Ferro, por duas razões. Primeiro porque o Senhor Carlos Pereira, não sabe e não lê livro de Gestão (lê sim os blogues e os artigos dos jornais - isso preocupa-lhe o seu bem estar) e, segundo porque jamais não é prática do PCP agir colegialmente (colegialmente trata o Sr. CP os novos fregueses, pois faz questão de lhes entregar o cartão de eleitor pessoalmente para que os novos fregueses tenham uma visão aparente e distorcida das suas reais intenções).
Sabe senhor anónimo, hoje Fernão Ferro já não é aquela terra de há 15 anos quando aqui cheguei. Fernão Ferro cresceu, veio muita gente nova, pessoas que possuem outras necessidades como escolas, infantários, mais segurança pública, mais segurança rodoviária, mais espaços verdes para que as proles possam brincar e aproveitar o ar puro, isto e muito mais. Nada disto embora exequível, foi até hoje feito, nem está sequer previsto. A título de exemplo, onde está construída a nova escola primária? Será na freguesia da Arrentela?
Sr. anónimo existem muitas pessoas válidas para executar aquilo que falta em FF, só que a maioria não que ter a pasta nas mãos, não se estão para chatear nem para serem enxovalhados na praça publica e quando existem pessoas com essa capacidade (veja hoje dentro do PSD e do PS) lá vêm os arruaceiros tentar descredibilizar essas personagens. Mas tal como FF não é o mesmo de há 15 anos, também a informação é hoje muito diferente, todos têm acesso a ela e cada vez mais rápido. Também os cidadãos são cada vez mais letrados e saberão separar trigo do joio.
Sr. anónimo é tudo uma questão de tempo...
Por fim, atitudes destas levam-me a equacionar o seguinte:
Pensei que as trocas e baldrocas das pseudo zonas verdes, cedências, reconversões já estariam prontas, mas para alguns querem continuar a manter no poder certamente haverá por ai mais alguma GALINHA...

SAMARAGO AFONSO disse...

Sr. anónimo, quanto á questão a sua questão quanto a "Agora fala-se em novos politicos... mas novos no que?"
Cabe referir que são novos no mínimo quanto á
CAPACIDADE DE FAZER, DE FAZER BEM E DE FAZER BEM.
Não tenha a menor dúvida disso.

João Neves disse...

Boa noite senhores e senhoras leitores(as).
É a primeira vez que escrevo neste blog por´verificar que existem pessoas na minha freguesia que estão a tentar desmascarar os malabaristas.
Samarago li e reli com toda a atenção a sua exposição, queira saber que concordo na integra com tudo o que disse, com a excepção de nunca ter mencionado o nome do arftista. Passo aqui a todos os residentes e interessados na reconversão do Pinhal de General o nome de quem se diz defensor dos nossos interesses. Esse senhor que está a escrever neste blog com o nome de outsider não é nada mais nada menos do que aquele que não nos resolve os nossos problemas e anda a engonhar fazendo-nos passar por uns atrazados mentais.
Agora é que passei aperceber porque é que tem uma aversão tão grande ao Sr. Fernando Reis. Isto deve-se ao facto de quando o confrontei na Associação do Pinhal General ele ter-me dito que muito embora o Presidente da Augi seja seu camarada de partido, não é éticamente correcto e nunca defenderá que não cumpre os mais elementares deveres. O que deveria ter sido um encontro de auscultação da população passou a ser um comicio do Presidente da AUGI do Pinhal General para se tentar explicar do inexplicável.
Agradeço aqui ao Sr. Fernando Reis o facto de ter ajudade a desmascarar publicamente o Sr. Sardinha da sua INCOMPETÊNCIA.
João Neves
(residente no Pinhal General, sócio nº 231 com quotas em dia)

Anónimo disse...

Um pseudónimo a dizer mal de um anónimo, por este não se identificar... isto é de risos...LOL

Anónimo disse...

Capacidade de fazer bem todos temos, uns mais outros menos... uns enganam melhor e outros disfarçam pior.
Eu também... e quando sou bom... sou muito bom... mas quando sou mau... ainda sou melhor!

Fernando Reis disse...

Lamentávelmente, as provocações, a tentativa de lançar a confusão continua a ser um apanágio deste anónimo que deixou mais um comentário no dia da Independência da América (Talvez para me honrar devido ao facto de ser cidadão Luso-Americano)pelas 18:25h.
Começo por agradecer ao Dr. João Saramago o que sobre mim já disse nos comentários que aqui tem feito.
Como não gosto de pessoalizar aquilo que é político, ao contrário deste anónimo que, de facto, já o deixou de ser pois está mais que identificado, eu fico espantado quando diz que "...eu pelo menos faço os meus comentários sempre como anónimo..." e "saiam para a rua e não tenham medo de expôr as suas as suas posições publicamente...".
Quem não tem medo de expôr as suas posições também não deve de ter medo de colocar o seu nome nos comentários que aqui vem fazer.
Claro, não o faz porque os seus comentários não são sérios, não visam esclarecer nada, não são positivos e muito menos contribuem para a discussão das idéias e dos projectos que são necessários apresentar e discutir amplamente para podermos contribuír para a melhoria da qualidade de vida da população da freguesia onde vivemos.
Mas este anónimo ao contrário do que diz, tem medo.
Se não tivesse medo não teria fugido da mesa do Encontro com a população que o Grupo de Trabalho da Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro realizou no na Associação de Amigos do Pinhal do General.
Não fui eu que fugi. Não fui eu que tive medo de distribuír logo no início o Relatório do Prestar Contas do Trabalho que a Bancada do Partido Socialista já tinha realizado ao longo deste mandato.
E se fôsse hoje faria precisamente a mesma coisa porque a Proposta que a Assembleia de Freguesia aprovou foi precisamente para essa finalidade, ou seja: -para ouvir as reclamações da população e para os eleitos prestarem contas do seu trabalho.
Se o PS apresentou e se os outros não apresentaram, o problema não é nosso e a população devia era de perguntar a quem não apresentou contas do seu trabalho o porquê de não o terem feito.
Se a população o tivesse feito ficaria esclarecida e saberia o que é que cada um anda a fazer na Assembleia de Freguesia e se era para isso que mereceram a confiança dos eleitores.
Apenas digo, que temos cumprido escrupulosamente com a defesa dos interesses que consideramos fundamentais para que a freguesia possa ser mais moderna, mais bem equipada e os seus habitantes tenham mais qualidade de vida e vivam com mais segurança.
Diz ainda este anónimo(!) que o eu não percebo nada de política.
Se por política entender que esta é a arte de enganar aqueles que confiaram em nós, de ser oportunista, de atraiçoar, a arte da ambivalência e da dialética da banha da cobra, então tem razão pois, de facto, nunca percebi nada desta política, não percebo e nem quer perceber pois não me identifico com ela.
Digo-lhe mais: sempre combati esta política e aqueles que a exercem.
E ainda acrescento:a população de Fernão Ferro, o Concelho do Seixal e o País em geral não precisa destes políticos.
Tem sido graças a estes políticos e á sua grande sapiência que temos o que temos em Portugal, para mal do povo pois, ao contrário deste, estes tais políticos continuam a viver bem e á fartazana e sem um pingo de vergonha da cara.
Ao contrário destes políticos que se agarram ao tacho como a lapa se agarra à rocha, eu tenho sempre o meu lugar, seja qual fôr, à disposição daqueles que me elegeram ou me nomearam, porque nunca procurei nem procuro nenhum lugar sem que seja para poder servir em vez de servir-me.
Daí ter recusado todos os lugares partidários que, por mérito, podia exercer dentro do meu partido.
Os que exerci foram no seio da Freguesia de Fernão porque é nela que vivo e por isso é nela que quero dar o meu modesto contributo.
Não tenho mais ambições que esta que exerço há 40 anos no cumprimento da minha cidadania e em prol da comunidade onde estiver inserido.
De uma vez por todas estamos assim conversados.
Só para terminar.
Não vale a pena convidar ninguém para consultar o site da CMSeixal para que se conheça a composição da Assembleia de Freguesia.
Todos sabem que a CDU é minoritária em Fernão Ferro;
Que o PSD elegeu 4 deputados e o PS 3 num univerdo de 13.
O que nem todos sabem é porque é que um membro do PSD e outro do PS passaram a Independentes e que ao alinharem com as posições da CDU, o PSD e o PS deixaram de ter a maioria.
Neste momento são 5 votos da oposição e 8 da CDU.
Isso é que este anónimo devia vir aqui explicar em vez de lançar a confusão.
E quando o fizer, pode crer que darei o meu contributo para a total clarificação desta questão.
Aceite o repto que aqui lhe deixo para sabermos quem é quem, o que dizem e o que fazem e quem manobra quem.
Para terminar, por agora, este anónimo diz que "até lhe pareço ser boa pessoa".
Lamento já não poder dizer o mesmo dele.

João Neves disse...

Para que toda a População da Freguesia de Fernão Ferra possa ter conhecimento de que é o anónimo das 23:16 e das 23:21 e na defesa da honra venho esgrimir o seguinte:


A- Se alguma vez tivesse tido a mínima dúvida de que seria a ave, agora ficaram dissipadas.

B- Capacidade para fazer bem não é hereditário, nem se compra, apreende-se. Por exemplo tu não fizestes nada de bem nem na Associação nem na AUGI do Pinhal General. O que estava bem feito, foi por ti aniquilado. Como exemplo toda a parte recreativa e desportiva para os Jovens.

C- Lá enganar consegues enganar e muito bem. Enganas poucos por muito tempo; muitos por pouco tempo mas não enganas todos por todos o tempo.

D- Disfarçar também é bom. Tua até já usas um carrapito. Como não estamos no Carnaval só pode ser disfarce.

E - No que respeita ao "Eu também... e quando sou bom... sou muito bom... mas quando sou mau... ainda sou melhor!" A frase está mal formulada. Senhor Sardinha a profecia diz que és o maior INCOMPETENTE do Pinhal GENERAL. Até vou mais longe e digo que dificilmente serás SUPLANTADO.

Senhores Fregueses de Fernão Ferro e por sua vez moradores e interessados do Pinhal do General, temos que nos unir para em sede própria destituir e processar o SR. SARDINHA.

Post scriptum – Sr. Sardinha não se lamente que está a ser perseguido nos blogs. Tenha santa paciência; não acha que já chega de confusão na AUGI do Pinhal General? O Sr. não tem mais nada para fazer a não ser protelar a resolução dos imóveis dos associados?

Nós não temos medo de si mas vá lá, seja muito mas mesmo muito mauzinho.

João Neves
(residente no Pinhal General, sócio nº 231 com quotas em dia)

Anónimo disse...

Boa Tarde,
Estas questões do Pinhal General estão-me a provocar uma grande rizada. Não é que tenha piada mas porque também tenho a minha situação no Pinhal General por resolver e o presidente da AUGI conseguiu agora provocar uma revolta contra si. Parabéns ao Sr. João Neves que aqui conseguiu expressar o que vai na mente da grande maioria dos proprietários do Pinhal General, eu inclusive, mas que por questões profissionais não devo dizer e para as quais acrescento que por principio não teria coragem de dizer com a utilização desse vocabulário. No entanto subscrevo na íntegra e sem ressalvas a caracterização que está a ser feita.
Aproveito a oportunidade para acrescentar algumas das necessidades dos moradores do Pinhal General. A prostituição já chegou ao Pinhal General e não vejo ninguém preocupado em acabar com a situação, a tendência vai ser certamente aumentar. Nós não possuímos esgotos, existem moradores sem água e electricidade, as ruas estão uma vergonha, pó de Verão e lama no Inverno, algumas das ruas alcatroadas já estão a ser invadidas pelas raízes dos pinheiros, provocando avarias nos carros e acidentes. Os transportes são incipientes, não existem espaços para as nossas crianças. Escolas e ocupação dos tempos livres nem vê-las e depois temos o eterno problema da legalização dos lotes. Quando comprei o meu lote, ao mesmo tempo um primo meu comprou também um, mas em Fernão Ferro. As áreas são idênticas, o dele já está legalizado há mais de 10 anos. Já construiu, já vendeu e ainda hoje passei á porta da moradia e está novamente á venda. Eu pergunto, construí uma moradia num lote situado numa AUGI onde me foi dito que no máximo demoraria 3 a 4 anos a legalizá-lo, já passaram 14 anos e estou na mesma. Na mesma não, hoje tenho necessidade em desfazer-me da moradia mas ninguém me dá o justo valor por ela. Não é que não valha, mas simplesmente porque não tem as confrontações, não tem esgotos, não tem a rua asfaltada e a Banca não concede um empréstimo. Se surgir alguém com pagamento á vista, certamente que estará á procura de um bom negócio e oferecer-me-á uma ninharia.
O senhor presidente da AUGI nunca se mostrou preocupado com o bem-estar e resolução dos problemas dos moradores do Pinhal General. Não se mostra interessado, não porque não saiba como resolver mas por pura negligência, já que os seus problemas não são os meus nem os dos outros co-proprietários, para além de não ter interesse directo na reconversão.
Sr. presidente, desculpe se fui algo rude, mas é minha pretensão alertá-lo para estas situações que são mais do que as que o senhor pode pensar. Está na hora de o senhor passar aos actos, diligenciar junto de quem tem poder e em ultima analise denunciar quem emperra junto da comunicação pública.
Obrigado

Anónimo disse...

Agradou-me o comentário deste último anónimo. Revejo-me no seu problema pois também não tenho a minha situação resolvida e o mais grave é que nem sei quando é existe a possibilidade de ser resolver.
Já falei por várias vezes ao actual presidente da associação, mas a sua justificação é a mesma de há muitos anos. Parece que aqui no Pinhal do General nada muda, nada se resolve. Isto está tudo emperrado e não existe uma satisfação por muito absurda que seja, o que nós temos é o silêncio de quando em vez uma justificação estapafúrdia e sem contexto.
Aos colaboradores deste blog relembro algumas afirmações do Alberto Sardinha, Presidente da Associação de Amigos do Pinhal do General para que todos os interessados estejam em consonância:

Visitem a página

http://www2.cm-seixal.pt/forum/dossier/ordenamento/alberto_sardinha.html

onde consta:
"No processo de reconversão, qual tem sido o papel da Associação?

AS – A Associação tem apoiado os proprietários e moradores no exercício das funções da comissão de administração da AUGI promovendo a reconversão através do plano de pormenor para a reconversão, efectuando a sua gestão nas perspectivas da Lei n.º 91/95, isto é, quer no plano financeiro quer com a execução das infra-estruturas programadas. Por outro lado, as suas equipas técnicas têm feito o planeamento e o acompanhamento nas várias vertentes envolvidas, nomeadamente a jurídica, aconselhando e acompanhando os proprietários, em estreita colaboração com a Câmara Municipal do Seixal."

Processo das AUGI's agita margem sul

Associações e autarquias “torcem o nariz” às recomendações


O parecer do Provedor de Justiça sobre as queixas apresentadas pelos habitantes das AUGI's, Áreas Urbanas de Génese Ilegal, da margem sul do Tejo, está já a merecer a reacção de câmaras municipais e de associações de proprietários envolvidas no processo.

Visitem a página

http://www.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=5939

onde consta:


"O Provedor de Justiça está lá no seu gabinete e não percebe nada disto". A frase é de Alberto Sardinha, presidente da Direcção da Associação de Amigos de Pinhal do General, reagindo à decisão do Provedor de Justiça, de dar razão às queixas dos moradores das AUGI´s da margem sul do Tejo, que dizem ser vítimas de "juros usurários" por parte de algumas associações que procedem à reconversão dessas áreas ilegais, com o alegado conhecimento das respectivas autarquias.

Segundo Alberto Sardinha, as recomendações feitas pelo Provedor de Justiça, quer à Assembleia da República, no sentido de alterar a legislação, quer para que as autarquias assumam a responsabilidade da reabilitação daquelas áreas, dão a ideia de que os dirigentes das associações "estão todos no mesmo saco" e fazem parte de "um polvo". "

Vejam só com quem é que estamos metidos.

Vou assinar ar como anónimo, não por ter medo do presidente, mas tão só para que não chute como habitualmente o meu processo para canto. Infelizmente por vezes temos de ter cuidado já que a faca e o queijo estão com o mesmo rato.

Mafalda disse...

Não fazia a minima do que se anda a passar no Pinhal do General. A ser verdade como é que esse sujeito ainda se senta na cadeira. Isto é muto grave e fere a confiança das instituições. O que pode levar esse sujeito a ser constantemente criticado e continuar no poder?

Anónimo disse...

"Todos sabem que a CDU é minoritária em Fernão Ferro;
Que o PSD elegeu 4 deputados e o PS 3 num univerdo de 13.
O que nem todos sabem é porque é que um membro do PSD e outro do PS passaram a Independentes e que ao alinharem com as posições da CDU, o PSD e o PS deixaram de ter a maioria.
Neste momento são 5 votos da oposição e 8 da CDU.
Isso é que este anónimo devia vir aqui explicar em vez de lançar a confusão.
E quando o fizer, pode crer que darei o meu contributo para a total clarificação desta questão.
Aceite o repto que aqui lhe deixo para sabermos quem é quem, o que dizem e o que fazem e quem manobra quem.
Para terminar, por agora, este anónimo diz que "até lhe pareço ser boa pessoa".
Lamento já não poder dizer o mesmo dele."


OLHE EU NÂO SEI SE O OUTRO ANÒNIMO SABIA MAS EU NÂO SABIA.
Mas fiquei a saber que o meu voto no PSD ou PS se pode ter transformado em voto da CDU... o que não me agradou nada. Por isso defendo candidats que sejam militantes. Mais, só demonstra a fragilidade da oposição e a falta de sentido politico ao apresentar uma moção de censura.

Paulo Edson Cunha disse...

Boa noite a todos os participantes deste interessante "fórum" sobre Fernão ferro.
Tenho optado por dar total liberdade na contenda, contudo, apelo ao cuidado nos excessos de linguagem e na responsabilização de todos os comentadores, na medida em que não assumo nada do que vem escrito, para além do que eu próprio escrevo.
Vou tentar passar este post, mais para cima no próprio blogue, uma vez que é claramente aquele que tem tido maior participação e, um grande interesse para a população de Fernão ferro.
Um esclarecimento: A Comissão política do PSD, logo no início do mandato, retirou a confiança política a um dos seus eleitos na Assembleia de Freguesia quando confrontado com uma votação contrária às suas orientações, devidamente pré-delineadas.
Defendo que os autarcas eleitos são independentes de cumprir o seu mandato, contudo, são eleitos numa lista política, obedecendo a determinados princípios que o próprio partido assume perante o seu eleitorado. Desses princípios jamais pode abdicar. Quando os seus eleitos abdicam, o partido não lhes pode impôr que não o façam, mas pode, e deve, dizer que esse eleito já não os representa, e justificar perante os seus eleitores porque o fez. Foi o que aconteceu.
Portanto, em conclusão, dos 5 eleitos na nossa lista, neste momento contamos com quatro eleitos, por opção própria.
Obrigado pela vossa extraordinária participação.

Anónimo disse...

Atenção elegeu quatro... e agora conta com três... e já agora como votei PSD gostava de saber nome do senhor que se passu para a CDU.

Paulo Edson Cunha disse...

Antes de mais, infelizmente não consegui colocar este post mais acima.
Quanto ao último anónimo, de facto tem razão, por distracção disse que tínhamos agora 4 eleitos, quando os temos de direito, mas de facto só temos 3, depois de termos retirado a confiança política ao eleito, Sr. Albino Cabral.
Obrigado.

Fernando Reis disse...

Ao anónimo das 22:30 de 6 de Julho, por eu ter sido um dos subscritores da Moção de Censura à Junta de Freguesia de Fernão Ferro, devo dizer em primeiro lugar que a fragilidade da oposição não se mede pela sua incapacidade de fazer aprovar ou não o trabalho que apresenta na Assembleia.
Contra votos não há argumentos.
Até podia dar-se o caso de a oposição ter uma maioria confortável e só por este facto não chegava para poder ser considerada uma oposição forte.
Esta oposição, e agora falo por aquela que o PS tem feito, pelo PSD devem falar os seus eleitos, como é óbvio, tem sido uma oposição forte. Forte pela sua consistência, pela sua objectividade, pela sua acutilância, pela sua coragem, pela sua capacidade de iniciativa e pela sua seriedade, recusando a política do bota-abaixo.
Quando a CDU fez bem nós, PS, não nunca tivemos complexos de o dizer.
Não há ninguém que faça tudo mal, tal como não há também ninguém que faça tudo bem.
Cabe à Assembleia fiscalizar a acção do Executivo e eu peço meças a quem antes tivesse tomado medidas na oposição para cumprir de forma rigorosa esta difícil missão como o PS fez até aqui.
Sem falsas modéstias, o PS neste mandato tem cumprido cabalmente com aquilo que um partido da oposição deve fazer. Fiscalizar o Executivo e tomar a iniciativa de exigir medidas quer á Junta, à CMSeixal e ao Governo, conforme a entidade responsável em cada caso,para se corrigir o que é preciso corrigir ou para exigir que se cumpram as promessas que se fazem em tempo de eleições.
E em todas as iniciativas que o PS tomou, à frente de todos os interesses colocámos sempre os interesses da
freguesia e da sua
população.
E o que não é menos importante é que actuámos sempre de boa fé, sem nos incomodarmos com os intereses mais mesquinhos e hipócritas, e sobre estes ainda havemos de falar em detalhe noutra oportunidade para que todos fiquem a saber quem é que de facto está interessado em que a populção tenha mais qualidade de vida.
Este trabalho sério do PS chegou mesmo a ser reconhecido por militantes do PCP.
Se me perguntarem se o PS fez tudo o que estava ao seu alcance tenho que dizer que não, porque é sempre possível fazer mais e melhor. Mas se fazendo o que fizémos as Assembleias foram quase sempre pela madrugada dentro, algumas terminaram já depois das 03h00, imaginem se fizéssemos mais...
Aliás, na CDU houve quem acussasse o PS por este apresentar trabalho de mais.
Mas não foi para trabalhar(defender os seus interesses) que os eleitores nos elegeram?
Esta oposição à CDU, feita pelo PS, tem sido forte. Mais forte teria sido se os eleitos do PSD fizéssem melhor o seu trabalho de casa e se desde o príncipio aqueles que hoje são membros independentes tivessem outra atitude e cumprissem com o seu dever pois tenho a convicção de por vezes não sabem o que por lá andam a fazer. Eu, sinceramente, tenho alguma dificuldade em perceber. Mas cada qual responde por si e eu respondo apenas pela minha bancada.
Quando este anónimo, fala sobre a falta de sentido político por a oposição apresentar uma Moção de Censura à Junta eu discordo também, pois, e agora não foi só no entender do PS mas também no entender do PSD, esta Moção fez todo o sentido político, independentemente de sabermos antecipadamente que ela seria rejeitada.
E fez todo o sentido pois o boicote que o presidente da Junta fez ao Encontro com a População, promovido pela própria Assembleia, foi inqualificável e inadmissível numa sociedade civilizada e democrática.
E este seu comportamento que tem que ser enérgicamente condenado por qualquer pessoa de bem, pois não foi um acto isolado mas sim mais um dos muitos que já conhecemos.
Perante isto e a má gestão que a Junta faz dos dinheiros dos nossos impostos para fazer propaganda enganosa e eleitoralista ao ponto de gastar em viagens de turismo à Madeira, à sucapa da oposição e sobre isto falarei também noutra altura,assim como em publicidade para ajudar o PCP na Festa do Avante etc.,etc.,etc., era fundamental que esta Moção de Censura fôsse apresentada.
Se não a apresentássemos é que não fazia nenhum sentido.
Não estaríamos a cumprir com o nosso dever de criticar o que tem que ser criticado e denunciar o que tem que ser denunciado.
A população tem que saber quem tem a governá-la.
E compete também à oposição dismistificar esta política do faz de conta.
Muito já se fez. É verdade.
Mas a nossa luta é pelo que não devia de ter sido feito e pelo que se havia de fazer de uma forma mais racional e sustentada, com mais qualidade de vida, com maior preocupação pelo essencial e não pelo que é acessório.
A oposição tem que ser exigente para que o executivo possa fazer mais e melhor e não adormeça à sombra da propaganda que é o que a CDU sabe de melhor fazer.
Estamos já no século XXI, mas o cenário que temos na feguesia não é deste século.
Perdeu-se nesta freguesia uma grande oportunidade de Fernão Ferro poder ser de facto uma freguesia moderna, sem fios eléctricos à vista e com rede de gás já preparada.
Quando o gás chegar lá se vamos gastar mais uns milhões de euros e lá vamos ficar com as ruas remendadas.
Isto é apenas um exemplo da falta de plneamento.
Esta freguesia de moderna não tem nada e quem disser o contrário não sabe o que diz ou então desconhece o que é moderno.
Mesmo as promessas que estão de novo a serem repetidas poelo facto de para o ano haver eleições é preciso que a população esteja atenta a eles e queira saber se por exemplo o Pavilhão é despotivo ou multiusos, porque não é a mesma coisa e enquanto a Junta diz que é multiusos a Câmara fala em desportivo e como nisto a Junta não manda nada é bom que se exija â Câmara que seja multiusos pois se não fôr feito agora nunca mais será e quando quisermos um espaço para se poder apresentar um evento cultural, não temos.
Se em redor deste vai haver espaço suficiente para o estacionamento de forma que este não seja depois um quebra cabeças para os moradores mais próximos e para os que procuram um lugar para poderem assistir aos eventos.
Se o cemitério vai ter ou não crematório.
É preciso exigir também espaços verdes para laser, que tenham sombras em vez dos canteirinhos.
Sobre tudo isto o PS já falou, já exigiu saber e já fez pressão para que se avance com o que anda há anos a ser prometido à população.
Por tudo isto não se pode pois falar sobre a fragilidade da oposição porque esta tem sido forte mesmo com todas as contrariedades que temos enfrentado.
Na minha opinião, pode-se dizer que a oposição podia ser ainda mais forte.
Aí eu concordo e o PSD não se pode queixar de mim pois tenho feito tudo para que percebam que o adversário do PS não é o PSD mas sim a CDU porque
é ela quem está há 15 anos no poder na freguesia e há 34 no concelho com os resultados que estão à vista.

Anónimo disse...

Já agora acrescento, no que toca ao PS o nome do ex-militante que se passou deixou de configurar na lista dos militantes, é o sr. Aires dos Remédios, auto intitulado "independente de esquerda", certamente será por isso que costuma votar a favor da CDU.
Este sr. desligou-se do PS por birra e demonstrou que não é pessoa de convicções. Durante décadas apregoou ser militante fundador, ser um socialista dos sete costados, então teve todo o tempo do mundo para cimentar dentro da estrutura partidária as suas convicções. No entanto não foi capaz de o fazer e para o PS, o seu afastamento foi uma mais valia, já que não tem que se identificar com a mediocridade das suas atitudes em sede de Assembleia de Freguesia e muito menos com as constantes picardias inúteis com o colega de bancada.
É minha opinião que a passagem a independente distorce a verdade dos votos, assim dever-se-ia rever a legislação no sentido de um eleito partidário ao pretender ser independente devesse ser substituído pelo membro subsequente da lista. Quando se quer ser independente, dever-se-ia ter a coragem de ir a votos nessa qualidade.
In fine, no que se refere ao sr. Aires a sua colagem ao Carlos Pereira está patenteada, mas não é recíproca; é um aproveitamento de uma situação para distorcer a verdade das urnas e tentar retirar dividendos políticos.
O que me estranhou durante algum tempo foi a experiência do sr. Aires deixá-lo á mercê de um fraco jogador de xadrez. Depois do que aconteceu no encontro com a população na Associação do Pinhal General e por conseguinte na apresentação da moção de censura, já consegui perceber o que está em jogo. A situação é mais simples e incipiente do que se poderia pensar, é a defesa do amo e a colagem á Junta para que não se levante muita poeira e se possa ultrapassar a crise daquela instituição.
Enfim há pessoas que nasceram para rebocar e outras para serem rebocadas. O que me entristece é que enganem o eleitorado.

Anónimo disse...

Ao último anónimo afirmo que a sua análise está correctíssima.
Digo mais, não tenho o hábito de criticar as pessoas, mas que o senhor Aires se deixa instruir não provem de agora. Recordo aos leitores que existiram diversos actos de teatro na plateia da ARPIFF em que as suas posições eram caciquenses. Eram tão radicais que nem sequer o convidaram a sair, ele foi corrido da Associação. Então o PS ainda escolhe este Aires para o propor á
Presidência da Assembleia de Freguesia de Fernão Ferro. Para mim enquanto ele esteve na ARPIFF tive várias quezílias, mas até fiquei satisfeito com a situação que o PS propôs, pois muitos dos filiados da ARPIFF, que votavam PS vão votar agora PSD.
O sr. Aires está conotado com o mal que existe no PS, mesmo passando-se para a independência toda sabe que isso é um para encher chouriços...

Samarago Afonso disse...

Ao senhor Fernando Reis reitero aqui a minha admiração pelo seu grande carácter, pela sua postura e pela qualidade do trabalho que demonstra.
É de pessoas como o senhor que são feitos os grandes países.
O poder instituido não que que sejamos grandes e tudo fazem para o decredibilizar. Mantenha-se firme e hirto, que a população de Fernão Ferro está do seu .
Força Sr. Fernando Reis

Artur disse...

Na minha opinião o PSD e o PS dever-se-iam coligar e apresentar uma lista única á Junta de Freguedia. Esta minha sujestão é cimentada em três pilares, a ver:

primeiro - ambos os partidos possuem actualmente gente muito capaz, trabalhadora, conhecedora e com vontade de fazer obra.

segundo - a instituição em Fernão Ferro está minada pela CDU que tudo fará na oposição para inviabilizar quaisquer propostas do vencedor. Caso a Câmara unicipal do Seixal continuar na posse da CDU então o PSD ou o PS individualmente não vão ter verbas para exectuar seja o que for.

terceiro - O PSD e o PS juntos em Fernão Ferro irão ter mais apoio da população e será mais fácil desmascarar a engenharia financeira que foi aplicada pela CDU ao longo destes anos.

Anónimo disse...

Bom dia,
Artur 100% de acordo, temos de nos unir por outra razão também,
Juntos somos mais fortes e não tenho duvidas que vamos retirar o demagogo do poder.

João Neves disse...

Concordo com o Artur, mais um amigo meu bem posicionado dentro da estrutura do PCP local já me confidenciou estar a reinar uma certa preocupação no que respeita aos recentes acontecimentos em Fernão Ferro.
Mais, a CDU já estava á espera que a oposição cerrasse fileiras, mas não com tanto tempo de antecedência e com todo o trabalho de casa feito.
A preocupação é a de PSD e PS juntos serem quase imbatíveis na Freguesia.

Margarida disse...

Até que enfim, o PS e o PSD se concertam para retirar a CDU da Junta de Fernão Ferro.
Há mais do que os una do que aquilo que os separa.
Não seria mal pensado seguir a mesma estratégia para a Câmara Municipal do Seixal.

Anónimo disse...

Estou contente por verificar que o PSD e o PS se estão a entender em Fernão Ferro. Estou convencido que com estas pessoas (competentes) vamos ter um futuro risonho.
Apoio a união

Anónimo disse...

O que se está a passar neste blog é uma vergonha. Estão a conspirar contra um grande Homem e os responsáveis estão a alimentar este episódio. Isto é uma concertação dos presidentes dos dois partidos para descredibilizar o grande trabalho que foi está e continuará a ser feito pela CDU em fernão Ferro e em todo o concelho.

Rosário disse...

Algum leitor deste blog me poderá esclarecer para quando é que se prevê a legalização dos lotes do Pinhal General.
Eu estou muito confusa com tudo e já não consigo diferenciar nada. Obrigado

Antunes disse...

homem grande? Por ser alto ou por ser o maior conspirador de todos os conspiradores?

Anónimo disse...

Para que o Antunes saiba, lembra-se de Fernão Ferro há 20 anos? o que era? as pessoas conheciam por virem no verão para Sesimbra e para a Lagoa e conheciam unicamente a antiga placa na estrada nacional.Esclareça-me, quem é que desenvolveu e dinamizou Fernão Ferro, a quem se deve o que Fenraão Ferro é hoje. Só pode ser a este grande HOMEM - Carlos Pereira.

João Neves disse...

Carlos Pereira grande homem, só pode ser piada. Ele é grande em quê, nos Seguros que vendia à Junta?
Sr. Anónimo tenha juizo e retrate-se.

samarago Afonso disse...

Sr. anónimo, está a defender o Carlos Pereira ou é o Sr. Carlos Pereira. Por favor identifique-se ou está com medo de olhar para tráz.

Anónimo disse...

sr. João Neves retrate-se o senhor. Onde estava quando não existia nada em FF. Onde estava quando não havia saneamento, estradas, asfalto, água, electricidade, junta, associações, grupos desportivos, ARPIFF, centro de saúde, Bancos, farmácia, Correios, restaurantes, lojas etc. é obvio que não estava em FF, o sennhor só veio para esta terra depois de estar implementada o desenvolvimento e o progresso. Pois saiba que foi o Sr. Carlos Pereira que permitiu que isto acontecesse.
Agora é fácil criticar, mas a obra está feita o sr. e outros que andam por ai falam falam mas dizer não dizem nada. Retratem-se

Irene disse...

Parece que Fernão Ferro está mesmo a "Ferro e Fogo".
Existem interesses instalados?
Quem serão os candidatos?
A freguesia começa a ser apetecível, ca de 10.000 eleitores com tendência a aumentar.
Conforme posso verificar nos comentários, niguem quer perder posição na grelha de partida, mas ainda há muito tempo para recuperar.

ana disse...

Também eu á imagem da Dona Rosário gostaria que fosse possível neste forum obter mais esclarecimentos sobre a situação da legalização do Pinhal General.
Quando me desloco á Associação, só pode ser ao Sabado e os esclarecimentos são sempre os mesmos, nenhums. Se me desloco á Junta de Freguesia, a situação é em tudo similar, "esse assunto tem de ser tratado junto da Associação, é da competência deles e não da Junta".
Já não sei onde me socorrer.

Anónimo disse...

Não é que visitei a página da internet que o Sr. anónimo do dia 6 de Julho de 2008 21:44 nos remeteu. Nem queria acreditar que fosse possível o solicitador Sardinha tecesse esse comentário ("O Provedor de Justiça está lá no seu gabinete e não percebe nada disto"). Isto vem demonstrar com quem estamos metidos na Associação do Pinhal do General. Quando uma pessoa com a cultura do Sr. Sardinha assume um comentário destes nos média isto é muito grave. Eu nem quero imaginar o que dirá de quem lhe está agora a fazer frente, mais, nem imagino as atitudes que ele pode vir a ter em caso de se sentir apertado. Isto é uma vergonha e ainda mais por ofender todos os Magistrados Portugueses, sabendo ele próprio que se deve conter nas afirmações que tece.
É vergonhosos e do mais rasca

Mar Salgado disse...

A propaganda eleitoralista do presidente da Junta costuma chamar a si as obras que são da competência dos outros, seja da Câmara ou do Governo.
Isto faz com que muitas pessoas de boa fé, mas mal esclarecidas, pensem que quase tudo se deve ao senhor Carlos Pereira quando na verdade as suas competências são muito limitadas.
Quem as quiser conhecer pode, por exemplo, ler a ACTA nº09/2007 da Reunião Ordinária da Câmara Municipal do Seixal de 02 de Maio de 2007, onde consta a Deliberação nº119/2007-CMS-DELEGAÇÃO DE COMPETÊNCIAS DELEGÁVEIS NAS JUNTAS DE FREGUESIA.2006-2009.-APROVAÇÃO DE MINUTA DE PROTOCOLO.(Páginas 24,25,26 e 27).
Os menos esclarecidos vão ficar surpreendidos e perceberão depois melhor a razão pela qual o seu presidente diz habitualmente não ser da sua competência a resolução dos assuntos que na maioria dos casos os fregueses querem ver resolvidos.
E é aqui que depois se vê o reverso da medalha atribuída pela propaganda enganosa.

Jorge Pieta disse...

Uma coligação ou uma plataforma cívica?
Será sempre a união, a partlha de ideias e a tentativa de uma visão, para a Freguesia, diferente da existente que fará a diferença. Antes de ser um líder, o sucesso tem a ver com o seu crescimento pessoal. Quando se torna um líder, o sucesso tem a ver com o crescimento de outros. Acima de tudo que esta coligação ou plataforma concregue líderes porque neste momento é o que se vê.

Mar Salgado disse...

Líderes há muitos e mais importante que o Líder é o Projecto que tem que ser liderado com transparência e com o empenho total de uma equipa que se disponibilize para trabalhar.
É altura de dar a palavra aos cidadãos, não contra os partidos mas fora da sua tutela pois há gente capaz e empenhada na mudança,nomeadamente na mudança de mentalidade porque esta é o pilar que sustenta as outras mudanças que são tão necessárias como urgentes.
O movimento cívico por Fernão Ferro está na calha e a adesão já se começa a sentir.

Lopes disse...

Boa Noite Mar Salgado, estou nessa. Vamos dar inicio a um movimento civico em Fernão Ferro

Jorge Pieta disse...

Um Líder tem que ter um projecto, partilhá-lo e ser transparente, se não não é um líder.
Se o movimento cívico por Fernão Ferro está na calha e a adesão já se começa a sentir... força.