sábado, janeiro 26, 2008

Chegaram!!!

publicado hoje no "Comércio do seixal".

Chegaram? Quem? Os flamingos, claro!

À falta de melhor, e por melhor entenda-se melhor e mais saúde, com um novo hospital ou a cobertura total das USF (Unidades de Saúde Familiar) previstas para o concelho do Seixal e, que mesmo antes de abrirem, já justificaram o encerramento dos SAP´s de Corroios e do Seixal; Ou à falta de espaços verdes, ciclovias, passeios limpos e arranjados para uma maior prática desportiva ou simples convite ao passeiozinho pedreste;
À falta de um turismo de qualidade onde esta Câmara pudesse justificar a sua (incompreensível) presença na Feira de Turismo de Lisboa (BTL);
À falta da conclusão da estrada nacional 10;
À falta de uma verdadeira política de acessibilidades no e para o concelho;
À falta de uma Baía do Seixal limpa e arranjada, totalmente revigorada e que servisse de exlibris da nossa região;
À falta de coerência desta maioria de Câmara lenta, desgarrada e desgastada pelo tempo, pelo poder; À falta de vergonha (às vezes) com que se faz as coisas.
À falta de coerência onde se defende hoje como verdade insofismável aquilo que ontem era a mãe de todas as mentiras, como fez o Sr. presidente da Câmara relativamente ao Sapal de Corroios;
À falta de tudo isso, ou apesar de tudo isso, eles chegaram. Eles, os flamingos! Que agora até têm, no Seixal um dos quatro centros de mediação penal que arrancaram esta semana apenas em 4 comarcas (Seixal, Porto, Aveiro e oliveira de Azeméis) o que possibilitará que as chamadas “bagatelas penais” sejam resolvidas de uma forma mais célere (máximo de 3 meses, com prorrogação eventual de mais 2), mais humana e mais directa. Veremos se resulta!
Enquanto aguardamos pelo resultado, fiquemo-nos pelos flamingos que chegaram e logo alguém insinuou que eles são a prova!! A prova de quê?? Ninguém me tira da cabeça que eles apenas vieram pedir-nos que lhes criemos as condições para ficarem. Como?
Não destruindo o sapal, por exemplo!

8 comentários:

MC disse...

Não vivo no Seixal, logo conheço mal essa realidade, no entanto, habitando também na margem sul, bem junto ao rio Tejo, são muitas as vezes que passo perto destas lindinssimas aves, não tendo dúvidas de que temos de preservar o seu habitat. Os flamingos escolheram toda esta zona e cobrem de rosa a nossa paisagem, quase co-habitando connosco, a sua escolha é privilégio que devemos estimar.

Ponto Verde disse...

O Comércio do Seixal e a abertura a outras opiniões tem sido uma lufada de ar fresco neste concelho , nomeadamente com a sua participação, do Vereador Samuel Cruz, de António Marquês , entre outros.

Estou de acordo com o que escreveu neste post, sobre comentários recentes no a-sul, espero que o post de hoje responda de forma mais completa.

Agradeço a participação e as opiniões. Cordialmente.

Paulo Edson Cunha disse...

Ponto Verde,
Obrigado pelas suas palavras. Os nomes e o jornal que referiu têm de facto permitido "desbolquear mentes e consciências". Lanço-lhe um desafio:organizarmos um fórum subordinado a este tema. Penso que de todos os blogues locais, o seu adquiriu o estatuto, credibilidade e notariedade que davam a esse fórum uma importância acrescida, divulgando em simultâneo este trabalho, de quem se coloca ao serviço do cidadão, dando a cara, assinando tudo, não regateando opinião e arriscando as consequências dessa exposição.
Pense nisso.

hkt disse...

Os flamingos!!! Chegaram os flamingos e o Seixal entrou em alvoroço. Eles tornaram-se para alguns numa espécie de marca de qualidade. Os flamingos são uma entre outras ilusões que diariamente nos são atiradas para os olhos. Lindos, elegantes, distintos... os flamingos são boas fotografias e boa publicidade... enganosa ou não, quem se importa? Carente de motivos de real interesse, o município apressou-se a fazer deles símbolos, como se quisesse convencer-nos de que afinal nem "vai tudo vai mal no município do Seixal". A realidade é. infelizmente outra como fica provado no seu artigo.

Excelente artigo. Enumeração precisa. Irónico q.b.. Excelente artigo!

Paulo Edson Cunha disse...

hkt
Uma palavra apenas: Obrigado pelo seu elogio. Vindo de si, cujo novo blogue veio enobrecer a blogosfera, trata-se certamente de um elogio a ser devidamente valorizado.
Obrigado.

www.jsdseixal.com disse...

JSD Seixal e Distrital de Setúbal da JSD organizam Assembleia do Cidadão na Junta de Freguesia da Amora (4ª Feira dia 30 pelas 21:30)

Se tens opinião, não deixes de marcar presença para podermos ouvir a tua opinião quanto ao estado do nosso concelho.

Vejam mais em:

www.juventudeseixal.blogspot.com

www.jsdseixal.com/blog

Arbutus unedo disse...

"Não destruindo o sapal, por exemplo!"
É esse o grande exemplo que temos de tomar, já perdemos muito património natural no nosso concelho não vamos perder mais.
Deixem em paz o Sapal de Corroios que apenas representa 1% do território do seixal, mas que é o coração (beleza),os rins (purifica agua) e os pulmões (produz oxigénio) deste mesmo concelho.

Anónimo disse...

è pena que nem toda a gente entenda a importância deste património natural... uns aproveitam-se para criar riqueza.. outros para teram luz verde para avançar com projectos pendentes... outros estão-se borrifando desde que o problema não vá para o seu "quintal" e, só meia duzia de carolas, que são apelidados de extremitas que não pensam no beneficio do concelho, é que andam na luta para preservar este e outros pequenos ninchos... como se a preservação do ambiente não fosse uma mais valia para a qualidade de vida das populações... enfim...