segunda-feira, março 23, 2009

Medidas Propostas PSD Seixal combate crise famílias e empresas do concelho

O PSD, através da Nota de Imprensa que se segue, apresentou um conjunto de medidas concretas para combater a crise nas famílias e empresas do concelho.
Mais, preconizamos que a CDU numa atitude altruísta e reveladora da importância que esta crise tem, nos ajude a defender junto do executivo municipal, a suspensão do boletim Municipal durante os anos de 2009 e 2010, canalizando essas verbas para as medidas ora apresentadas, ou outras que se revelem ir ao encontro das necessidades da população.
Neste aspecto, como em outros, o PSD Seixal, tem uma atitude pragmática, não fundamentalista ou arreigada de conceitos ideológicos, onde, antes de mais nada, está a salvaguarda dos interesses da população e, se a CDU ou outra qualquer força partidária propuser outras medidas que defendam melhor a população, seremos os primeiros a subscrever essas medidas.
Não podemos é ficar parados a ver a aflição de centenas e centenas de famílias!
Não podemos é ignorar que as famílias não comem "Boletins Municipais". Comem Pão!
Não podemos é ignorar que muitas outras verbas estão a ser mal aplicadas e, defenderemos intransigentemente que essas verbas sejam "desviadas" para fins sociais. Medidas excepcionais para uma crise excepcional. Se o executivo não percebe isso, todos nós temos a obrigação de o fazer perceber. Podemos começá-lo por aqui, comentando.
Pode também comentar, como habitualmente, no blogue do Vereador Samuel Cruz, "Rumo a Bombordo" (Aqui).
Bons comentários.
NOTA DE IMPRENSA
A crise económico/financeira reconhecida de todos, tem deixado dezenas de famílias e empresas no limiar da sustentabilidade.
Ao Estado Português cabe aplicar um conjunto de medidas que visem ultrapassar, combater ou simplesmente atenuar essa crise, contudo, ao poder autárquico não deve caber um papel meramente passivo naa observação desta crise sem precedentes na história recente.
Paralelamente o Estado Português dotou as autarquias com um conjunto de medidas, que lhe permitem gerir o orçamento, desde a possibilidade de alteração do IMI, Taxas de Derrama e outras Taxas, como a Publicidade, por exemplo.
Sucede que, contra a posição oportunamente assumida pela oposição, o executivo da Câmara Municipal do Seixal, suportado pelo Partido Comunista e que se arroga de defensor dos trabalhadores, optou por não baixar nem o IMI, nem a Taxa de Derrama, prejudicando gravemente as famílias e as empresas locais.
Simultãneamente esta semana comemora pomposamente a 500.º edição do Boletim Municipal, que custa aos munícipes mais de € 400.000,00 anuais (não incluindo os custos com pessoal) e de para além do mais servir, não como um órgão informativo ao serviço da população, mas como um órgão de propaganda ao serviço da maioria absoluta que o controla.
Pelo exposto, o PSD/Seixal vem exortar o executivo da cãmara Municipal do Seixal a suspender o Boletim Municipal, com efeitos imediatos, poupando-se largos milhares de Euros, que seriam canalizados para Medidas Urgentes de Apoio às Empresas e Famílias mais carênciadas, muitas delas aplicadas já noutras câmaras municipais. A saber:
· Na saúde, comparticipação em medicamentos, pagamento da vacina da gripe, sobretudo a idosos, ajuda em tratamentos e consultas, nomeadamente facilitando os transportes.
· Nos transportes, comparticipação em passes sociais a desempregados, ou famílias com fracos recursos, mediante comprovativo e regras a fixar.
· Na educação, as ajudas às famílias com filhos a estudar, seja em que fase do ensino for, são muitas, e vão das bolsas de estudo aos passes, refeições e livros escolares.
· Nas medidas de apoio mais directo às famílias desfavorecidas encontramos vários fundos constituídos para o efeito, por exemplo, criação de uma loja social para recolher donativos em produtos não perecíveis, recolha de roupa e alimentos para redistribuir pelos mais necessitados, descontos nas farmácias, clínicas, supermercados e comércio local, vales de alimentos de 5, 10 ou 15 euros e criação de cantinas sociais e ainda apoio financeiro ás famílias às famílias comprovadamente carenciadas no casamento e nos nascimentos.
· Agilizar os seus serviços de Acção Social criando, para tal, um Banco de Recursos. Este projecto, que promove e articula várias valências a partir do Gabinete de Acção Social da autarquia, pretende centralizar num só local todos os serviços prestados pelo Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal para que os munícipes possam encontrar assim, nesse local, respostas para todos os seus problemas sociais.O Banco de Recursos irá funcionar nos serviços de Acção Social da autarquia e pretende, assim, centralizar num único local os serviços prestados pelo Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal. Trata-se, portanto, de um projecto que articula as várias valência sociais a partir do Gabinete de Acção Social da autarquia, mas que conta também com o envolvimento e a participação das entidades parceiras da Rede Social. A ideia é proporcionar aos munícipes um local onde possam encontrar todas as respostas para os seus problemas sociais.O objectivo principal deste projecto é, pois, disponibilizar aos cidadãos os recursos materiais e humanos necessários para responder com eficácia aos problemas sociais diagnosticados no concelho, apostando, para tal, numa centralização dos serviços sociais prestados pela Câmara Municipal. Desde o Rendimento Social de Inserção à Acção Social Escolar, Centro Local de Apoio à Integração do Imigrante, do Registo de Cidadãos Comunitários à Rede Social e Habitação Social, são vários os serviços já prestados pela autarquia. Todavia, a Câmara Municipal quer melhorar ainda mais a sua prestação nesta área e deverá implementar, a curto prazo, novas respostas sociais, como a Bolsa de Voluntariado, bem como os outros serviços - a Tele Assistência, a Loja Social e o Apoio Sénior
Seixal, 23 de Março de 2009.
O Presidente da CPS - (Paulo Edson Cunha)

20 comentários:

Bruno Ribeiro Barata disse...

Envio link com algumas das propostas do PS-Seixal, no que respeita à minimização dos efeitos da crise a nível concelhio.

http://www.setubalnarede.pt/content/index.php?action=articlesDetailFo&rec=10458

artigo de Dezembro de 2008

Anónimo disse...

O Ps do Seixal com propostas para a crise. A ser verdade deve tratar-se de crise de tacho.
Há, Há, Há.

Maria Dias disse...

É certo e sabido que o povo não é nem nunca foi ponto de interesse para o PC, apenas em alguns momentos quando é conveniente é utilizado como bandeira mas não mais do que isso.
Eu até costumo dizer os Comunistas não são comunistas mas sim comodistas. O umbigo de cada um deles é que é importante, pois acham erradamente que são o centro do universo.
E, por isso mesmo, não me parece que o PC aceite nem esta nem outras propostas quaisquer do PSD.
Primeiro por isso mesmo, pelo facto da proposta sair do PSD e depois porque o Boletim serve como arma de propaganda do próprio PC, onde lá vão mostrando aquelas coisas bonitinhas que não atam nem desatam. O Boletim serve apenas para atirar areia para os olhos dos Munícipes.
É de facto uma vergonha e uma falta de respeito para com os Munícipes, que este executivo gaste 400.000,00€ em algo que não serve para nada, algo que não dá pão a ninguém.
Algo que só serve para o PC se auto promover.

Anónimo disse...

Ó Maria com duvidas, mas Maria e as câmaras do PS e do PSD não possuem boletim municipal? Para essas já é válido não é.
Tenha mas é juizo e acomode-se á sua insignificância.

Maria Dias disse...

Sr. anónimo do dia 23 19:19

Se for para ofender eu também sei ser mal educada.
Mas desde já lhe digo que insignificante é o Sr. que nem nome tem.
Não tenho dúvidas e raramente me engano e nunca me acomodarei.
O PC aqui no Seixal é que esta acomodado à mais de 30 anos.

Anónimo disse...

Ó Maria Dias, não é mal educada, é mal educado ou ainda pensa que engana alguem?
Se fosse do sexo femenino, dizer-lhe-ia que o seu lugar é na cozinha.

Anónimo disse...

Muitos parabéns pela sua proposta.
Continue o seu bom trabalho.

Inês disse...

Excelentes propostas.Só com uma intervenção activa se pode combater a crise e melhorar as condições de vida da população. Continue na sua luta activa. Em muito pode contribuir para essa melhoria. Bom trabalho

Anónimo disse...

O PCP acaba de anunciar mais uma manifestação para 23 de Maio!!! Na verdade é ridiculo sabendo a crise que o país atravessa vir com medidas pro-soviéticas de combate. Se soubessem quanto custa ao país medidas deste tipo nunca as proporiam, mas como felizmente nunca foram governo excptuando o ano de 1974 não conhecem as responsabilidade de governação e como se faz um país crescer económica e socialmente. E depois é engraçado dizerem que o país é uma miséria por contraponto com o seixal que é um local de progresso e bem estar. Mas que ridiculo paradoxo.

Davide Ferreira disse...

Envio o link de algumas ideias http://pensarseixal.wordpress.com/

Algumas delas vão ao encontro das medidas já aqui propostas pelo Dr. Paulo Cunha.

Os melhores cumprimentos.

Anónimo disse...

Anónimo das 23 de Março de 2009 21:20 - João Afonso no seu melhor!!!!

Maria Dias disse...

Sr. Anónimo do dia 23-21:20

Desculpe o atraso mas, estava na cozinha!!!
Sou a lamentar que o Sr. para além de ser um Comunista ressabiado seja também machista. Nos tempos que correm fica-lhe muito mal.
Porque, hoje em dia tanto os homens como as mulheres vão para a cozinha.
Mas, não é de estranhar o Sr. está como o Comunismo, sem evolução, parado no tempo, lá muito atrás.
E por muito que lhe doa, esta é a realidade nua e crua.
Mas deixo-lhe um desafio: mostre que eu estou errada e peça aos seus camaradas de partido para suspenderem o Boletim Municipal durante 2009 e 2010, para que se possa ajudar quem precisa.

Anónimo disse...

Ao anónimo das 24 de Março de 2009 10:38 - Sem palavras

Ana disse...

A ideia é positiva mas a resposta está dada por via de um Anónimo.
E sempre será assim é esta a democracia participada que o PCP oferece aos cidadãos. Talvez mais tarde retome a ideia como obra sua. Perante tal há que arregaçar mangas e fazer algo. Não quer o PSD encabeçar esta obra?

Anónimo disse...

Maria se estavas na cozinha então estavas no lugar que te pertence por inerncia.
Maxista eu, nós?
Não, maxistas são os árabes e cada vez mais lhes dou razão.
A mulher serve para limpar cozinhar e procriar.

Maria Dias disse...

Sr. Anónimo do dia 25 de Março-9:10

Para não variar e ninguém estranhar, temos a cassete Comunista no seu melhor.
Vira o disco e toca o mesmo.

Anónimo disse...

A mulher mais feliz do mundo é a namorada do Saci, pois sabe que se levar um pontapé, quem cai é ele...
Ana

Anónimo disse...

Gostava que me informasse porque é que anda de braço dado com a oposição, leia-se PS?
Deixxe o Samuel da mão e faça o trabalho que nos honra a todos os Democratas.

Paulo Edson Cunha disse...

Apenas um esclarecimento ao último anónimo: eu não ando de braço dado nem com o Samuel, nem com ninguém da oposição. Ando de braço dado com a minha mulher apenas.

O Sr(a), anónimo(a) confunde educação e uma rubrica conjunta, alguns objectivos comuns e parcerias, com "braço dado".

Eu, o vereador Samuel, alguns dirigentes do PS, um ou outro do BE em alturas determinadas, juntos, temos contribuído para acabar com o mito do Partido Comunista invencível. E isso, creio que é o mais importante.

Obrigado pela sua participação

Anónimo disse...

Só para que conste. Este texto está, na integra, no site da Câmara Municipal da Mealhada e foi elaborado pela assessora de imprensa da autarquia, que já agora é responsável pelo Boletim Municipal dessa autarquia também. Ora, a medida proposta pelo PSD não passa de um plágio do trabalho efectuado pela autarquia da Mealhada e divulgado no site deles.

O texto é o seguinte:
Agilizar os seus serviços de Acção Social criando, para tal, um Banco de Recursos. Este projecto, que promove e articula várias valências a partir do Gabinete de Acção Social da autarquia, pretende centralizar num só local todos os serviços prestados pelo Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal para que os munícipes possam encontrar assim, nesse local, respostas para todos os seus problemas sociais.O Banco de Recursos irá funcionar nos serviços de Acção Social da autarquia e pretende, assim, centralizar num único local os serviços prestados pelo Gabinete de Acção Social da Câmara Municipal. Trata-se, portanto, de um projecto que articula as várias valência sociais a partir do Gabinete de Acção Social da autarquia, mas que conta também com o envolvimento e a participação das entidades parceiras da Rede Social. A ideia é proporcionar aos munícipes um local onde possam encontrar todas as respostas para os seus problemas sociais.O objectivo principal deste projecto é, pois, disponibilizar aos cidadãos os recursos materiais e humanos necessários para responder com eficácia aos problemas sociais diagnosticados no concelho, apostando, para tal, numa centralização dos serviços sociais prestados pela Câmara Municipal. Desde o Rendimento Social de Inserção à Acção Social Escolar, Centro Local de Apoio à Integração do Imigrante, do Registo de Cidadãos Comunitários à Rede Social e Habitação Social, são vários os serviços já prestados pela autarquia. Todavia, a Câmara Municipal quer melhorar ainda mais a sua prestação nesta área e deverá implementar, a curto prazo, novas respostas sociais, como a Bolsa de Voluntariado, bem como os outros serviços - a Tele Assistência, a Loja Social e o Apoio Sénior

Cumprimentos