sexta-feira, maio 04, 2007

“Diz que é uma espécie de contrato de arrendamento..”

Quem vê o programa dos “Gatos Fedorentos” perguntar-se-á como é que eles ainda não se lembraram de satirizar esta situação. Provavelmente porque ainda não a conhecem. Falo-vos do contrato arrendamento que a nossa “mui nobre” Câmara Municipal vai celebrar com a Assimec, relativo ao novo edifício municipal.
E o que tem de tão extraordinário esse contrato para eu vos fazer perder tempo com ele?
Pouca coisa, para eles. Por eles, subentenda-se o executivo e a maioria que o suporta (a CDU). Para mim e para o PSD já não é bem assim, pois estamos a falar de um contrato que custará 153.000 € (30 mil contos) mensais, durante 20 anos. Pouca coisa, dirão alguns. Poupamos em rendas actualmente dispersas, dizem eles. Mas a esse valor, façam o favor de acrescer o IVA, meus senhores, mais as actualizações anuais. Mas não é tudo: porque digo que isto não é um contrato de arrendamento, mas sim apenas uma “máscara” (apenas formal), querendo fazer-se passar por arrendamento quando no fundo é um verdadeiro contrato de compra e venda? Porque efectivamente é esse o objectivo e porque a Câmara obriga-se por 20 anos a assumir este pagamento. Perceberam? Mesmo que por um qualquer motivo a Câmara entendesse não manter o contrato de arrendamento, teria de pagar 30 mil contos x 20 anos. Compreendem-me agora melhor? Mas não é tudo: se quiser comprar, custa pouquinho: apenas 5 MILHÕES DE CONTOS na moeda antiga, ou 24.637,500,00 €. Portanto, sendo minimalista e não apontando outras situações, se a Câmara comprar daqui a 20 anos paga aproximadamente € 70 a 75 mil euros pelo novo edifício. Como o leitor certamente é como eu, distraído com números, e sabendo que o Benfica quer vender o Simão por €20 milhões de Euros, logo nem sequer dá muita importância a estes valores, poer isso chamo-lhe a atenção: estamos a falar em qualquer coisa como 14 a 15 milhões de contos. Com IMI é capaz de chegar mesmo aos 16 milhões de contos.
O que podia a Câmara fazer com esse dinheiro? Cada qual tem as suas opções!!! Eu confesso-vos, a primeira reacção que tive foi de ter ficado incrédulo e pensei que estávamos a falar do novo edifício do Governo ou da União Europeia, agora que até temos um presidente da Comissão Europeia Português e que até é da margem sul. Se o Benfica, que como sabem, é o maior clube do mundo, se instalou no Seixal, porque não podia o Governo ou a Comissão Europeia fazer o mesmo? E aí até tínhamos uma vantagem semelhante à do Benfica, porque quem suportaria o investimento, nem sequer era o Seixal. Mas não, somos mesmo nós que vamos pagar!!! E é mesmo o novo edifício Municipal, não é nenhum palácio, ainda que por este preço, pudéssemos pensar isso!
Depois, ainda não refeito do “choque” provocado por tão assombroso negócio pensei: “a tão falada retoma económica já chegou e, eu, distraído não me tinha apercebido”. Até tive vontade de pedir desculpa por ter tido tão indecoroso pensamento, mas bastou-me uma leitura atenta ao Orçamento de Estado, no caso nacional e Orçamento da Câmara para 2007,para perceber que não, e dissipar quaisquer dúvidas que tivesse - A retoma ainda não chegou, embora continue prometida...mas todos nós de promessas estamos conversados! Portanto, também não podia ser a retoma económica a justificar este negócio.
Mas continuei a pensar para os meus botões:”tem de haver uma explicação, já sei, confundi escudos com euros e não estamos a falar em 5 milhões de contos, mas sim em 5 milhões de euros” pronto, estava desfeito o equívoco, mas mais uma vez não. Procurei na minuta do contrato que me forneceram e lá estava sem margem para dúvidas “ € 24.637,500,00 ou os tais .5 MILHÕES DE CONTOS na moeda antiga.
Finalmente pensei: ” o Sr. Presidente da Câmara, o senhor Vereador responsável pelo pelouro ou os técnicos da Câmara vão explicar-me este contrato (de arrendamento – mas já viram um contrato de arrendamento com estes valores? Só se for nas Repúblicas Árabes, onde até dão 1 milhão euros/mês ao Figo) e fica tudo esclarecido. E ficou: ESTE CONTRATO NÃO SERVE OS INTERESSES DO MUNÍCIPIO, DOS SEUS MUNÍCEPES, “AMARRARÁ” os próximos 5 executivos (20 anos) Tudo faremos por o denunciar.
Bom ano a todos os leitores do Notícias do Seixal.
.
Paulo Edson Cunha in "Notícias do Seixal" - Dezembro de 2006

6 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns pelos artigos. Esta história dos euros e dos contos, realmente baralha qualquer um, especialmente quando falamos em valores desta grandeza, mas por vezes até dá jeito, parece ser o caso.

Mauro Santos disse...

Temos uma câmara com 20 anos hipotecados...que vergonha! Com tanto investimento necessário no concelho, decide-se hipotecar o futuro com um edificio...mais uma vez, que vergonha!

Anónimo disse...

Baralha de tal maneira que o Paulo Cunha na sua intervenção na Assembleia Municipal se enganou a ele próprio e já trocava contos e euros, de tal modo que após uma brilhante intervenção do deputado municipal da CDU Vitor Paulo, o Paulo Cunha teve que ir pedir desculpas e reconhecer o erro.

Paulo Edson Cunha disse...

Caro Anónimo, de facto brinquei com os números na última AM e eu próprio os troquei.
Não é verdade que tenha pedido desculpas, porque não tinha motivo para o fazer, tive apenas de rectificar o valor que troquei entre escudos e euros, na sequência do próprio texto.
O Deputado Municipal, Vítor Paulo, de facto é um tribuno competente, que prepara cuidadosamente as suas intervênções e defende veementemente os seus pontos de vista. Para mim só tem um pequenino problema: é extremamente parcial o que lhe retira descernimento de análise, mas é só a minha opinião. Para si ele é brilhante e isso eu já não discuto.
Já viu se todos gostássemos do amarelo?
Obrigado pela participação.

Paulo Silva disse...

Meu Caro Paulo Cunha
Felicito o seu blog, e desejo felicidades ao mesmo. Não concordo com o sistema de censura prévia que impõe aos comentários, pois entendo que não é próprio do espirito de Abril que disse defender na última Assembleia Municipal. Quanto ao parcialismo nas intervenções, é evidente que que eu também entendo que o Paulo Cunha é parcial nas suas intervenções, pois está lá para defender as posições do seu partido, e este parcialismo também lhe tira discernimento, pois se não fosse este parcialismo tenho a certeza que o meu amigo teria outra opinião sobre o novo edificio para os serviços administrativos da CMS.
Um abraço

Paulo Edson Cunha disse...

Meu caro Paulo Silva, fico na dúvida se estarei a pensar no paulo Silva, meu colega de profissão e da própria Assembleia Municipal, ou se um outro.
Seja como fôr, sempre direi que o sistema de "censura prévia" mais não é do que a única forma encontrada de evitar que alguém menos bem intencionado escreva qualquer mentira (até sobre um qualquer terceiro) sem que eu nada possa fazer, a não ser apagar mais tarde (mas aí, pode já ser tarde de mais). Como sabe, o jogo é desigual. Eu dou a cara, nome, profisão, cargos. Qualquer pessoa sob o manto do anonimato pode causar danos graves, como certamente compreenderá. Até agora tenho publicado tudo, incluindo criticas dirigidas a mim, pelo que mesmo compreendendo, não se trata de censura (ainda que prévia) pois acaba por ser publicado. Trata-se sim de um sistema de prevênção.
Quanto ao resto, claro que eu sou parcial, mas tento ser justo. E, por norma esse sentimento de justiça tem-me sido reconhecido pelos meus pares. Se conhece o Vítor paulo, por exemplo, bem saberá que ele pode ter muitas virtudes, mas políticamente há-de convir que ele tem muito pouco de imparcial.
Por fim, aceito a provocação, mas não é por ser parcial que eu não aceito o negócio da sede, mas sim porque na minha opinião é um negócio ruinoso para os cofres do concelho.
Obrigado pela sua participação. Volte sempre