sábado, novembro 20, 2010

Escolinha de Cadetes nos Bombeiros Voluntários da Amora


Este fim-de-semana gostava de deixar uma nota referente a escolinha de cadetes dos Bombeiros Voluntários da Amora, que é um projecto que está no terreno desde 2007 e que dá formação a crianças entre  os 6 e os 16 anos nas áreas das comunicações, organização dos bombeiros, equipamentos, incêndios florestais, entre outras. Uma iniciativa que vale a pena recordar.

Imagem retirada do Jornal "Comércio do Seixal"

7 comentários:

Anónimo disse...

Senhor Vereador

Bem haja por divulgar e dar a conhecer estes projectos deliciosos.

Os Bombeiros da Amora estão de parabéns por este trabalho.

Para si também parabens pelo trabalho que tem desenvolvido à frente do seu pelouro

Celeste disse...

Também li esta noticia no jornal do Comércio e adorei ver o esforço destes meninos para um dia serem grandes bombeiros.
São coisas como estas que devem ser divulgadas nos jornais.
Parabéns ao jornal do Comércio e ao Dr. Paulo Edson por divulgar estas histórias.

Samuel Cruz disse...

Deprimente!
Criancinhas fardadas, a marchar...
Parece a Mocidade Portuguesa.

Anónimo disse...

Será que sabes o significado de "deprimente"?
Deprimente é na verdade a tua conduta!!!

Anónimo disse...

Será que sabes o significado de "deprimente"?
Deprimente é na verdade a tua conduta!!!

Anónimo disse...

senhor samuel, pelo o contrario aquilo la nao e deprimente, vida.
pode parecer esquisito mas la as crianças seguem o seu sonho.
falo por experiencia propria

Anónimo disse...

Como anda a inteligência e bom censo deste pais! Deprimente é ver comentarios como o deste senhor Samuel Cruz. Sr. Samuel dirija-se à beira de qualquer criança que esteja integrada numa escolinha de bombeiros e pergunte se é feliz ou não com aquela actividade. Crianças fardadas não é sinónimo de ditadura ou de militarismo ao mais alto nivel como era feito na tal mocidade portuguesa. As crianças a que o sr. se refere serem deprimentes fazem esta actividade com todo o gosto e quem sabe, se um dia estas crianças mais tarde adultos operacionais não salvam a vida a um familiar seu.
Enxergue-se porque mentalidades da sociedade como a sua "retrogadas" são minimamente indispensaveis para quem quer o bem dos outros e trabalha para salvar bens a quem não lhes pertence.
Mas no final até fico contente porque, senhores com a sua maneira de pensar em Portugal há muito poucos e os bombeiros do nosso pais não precisam de pessoas ipocritas e ignorantes a mandar bitites sem nexo ao seu trabalho. Faça melhor...Dê sim, uma opinião construtiva a este tipo de projectos.