sexta-feira, setembro 24, 2010

Centro de Saúde de Corroios/Vale Milhaços - Deputado Luís Rodrigues

Assunto: CENTRO DE SAÚDE DE CORROIOS/VALE MILHAÇOS

Concelho do Seixal – Distrito de Setúbal

Destinatário: MINISTÉRIO DA SAÚDE



Ex.mo Sr. Presidente da Assembleia da República

A 5 de Maio de 2010, na visita ao Centro de Saúde de Corroios, os Deputados do Partido Social Democrata, que acompanharam a Comissão de Saúde da Assembleia da República tomaram conhecimento que numa data próxima aquelas instalações iriam sofrer obras de reabilitação.

Verifica-se agora que, para realização das referidas obras estas instalações encerraram no passado dia 1 de Setembro pelo menos durante 4 meses, sendo os utentes atendidos nas instalações de Miratejo/Moinho de Maré.

Sabe-se que, inexplicavelmente, estes utentes transferidos ficaram sem médico de família.

Na visita da Comissão de Saúde o PSD questionou os representantes da ARSLVT sobre a construção do novo Centro de Saúde de Corroios/Vale Milhaços há muito tempo prometido e até ao momento nunca concretizado. Deve referir-se que já esteve inscrito em PIDDAC e que o Governo socialista o retirou.

Um representante da ARSLVT informou que o projecto deveria ser repensado e reformulado e só depois se avançaria para a construção, não se comprometendo com datas.

Relembra-se aqui que em 23 de Fevereiro de 2007, há cerca de 3 anos e meio, o PSD questionou o Governo sobre este assunto e já na altura a resposta era a mesma, ou seja o projecto iria ser reformulado.

Apesar de o Sr. Ministro da Saúde, Dr. Correia de Campos, ter constatado, em Janeiro de 2007, a urgência da construção deste equipamento e do projecto estar em reformulação há quase 4 anos, não se conhece publicamente a data de inicio da sua construção.

A dimensão do problema é ampliada quando se pensa em todo o Concelho do Seixal onde a falta de médicos de família é um problema sem resolução há vários anos.

O agravar do acesso aos cuidados de saúde primários em Corroios vem prejudicar ainda mais o já congestionado Hospital Garcia de Orta.

Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, os Deputados abaixo assinados vêm através de V. Ex.ª, perguntar ao Ministério da Saúde o seguinte:

1- Considera o Ministério da Saúde urgente a construção do novo Centro de Saúde Corroios/Vale Milhaços?

2- Qual a data de início da construção e qual a data prevista para a entrada em funcionamento do novo equipamento?

3- Qual a data de conclusão das obras em curso no antigo Centro de Saúde de Corroios? Quais os serviços a instalar na sua reabertura?

4- Qual a razão para que os utentes de Corroios que se deslocam a Miratejo não tenham agora médico de família?



Palácio de São Bento, 21 de Setembro de 2010

Deputado(a)s:

Luis Rodrigues

11 comentários:

J.S. Teixeira disse...

Verador do PS, Samuel Cruz, demonstra o seu facciosismo neo-fascista, apelando contra um dos principais direitos conseguidos através da luta dos trabalhadores e do 25 de Abril.

Saibam mais no blogue O Flamingo.

Tenho dito.

Leal Neto disse...

Dr. Paulo Edson, vamos lá ver se eu estou certo ou errado na minha suspeita, tentando novamente e fazendo de conta que houve um erro qualquer:

O comentário que se segue foi eliminado pelo A-Sul, às 10,48 e 10,49PM de 23.09.10.

Olá pessoal. Já cheguei a casa, depois de um dia extenuante a encher "placas", já jantei, e agora aqui estou à vossa disposição.
Lendo e "apreciando" o post e "comentários", a primeira coisa que me vem à cabeça, é: o que há de novo?
Esmiuçando e começando pelo post:
O autor da "carta" tem tanto de real, de sentido e coerência, como a notícia de hoje que nos "dizia" que o sr. 1º ministro afirmou que Portugal vai sair da crise, porque os srs. do grande capital decidiram abdicar das suas fortunas, salvando a economia e poupando os pobres portugueses ao sacrifício do PEC.
Passando aos comentários,
O trolha Leal Neto, trabalha mesmo e gosta de descansar para retemperar forças para o dia seguinte, ao contrário de ti que, pelos vistos, ainda não te deitaste porque não deves fazer mais nada do que comentar em blog's, não é "anónimo" das 6,10?
Passando à frente... temos o trolha alfacinha, a chamar camelo ao anterior comentador e não dizer nada, excepto que Lisboa é um paraíso que pode rivalizar com... o Sahara.
Continuando, o ex-militante do costume, o "personagem" criado pelo pontinho para dar a "ideia" de que já houve comunistas que "bateram" a porta e que não concordam com as "políticas" do "Alfredo".
E chegamos ao Anti A-sul, a versão pontinho para "chatear" o pontinho verde, que se "esqueceu" que ontem escreveu: “Adeus ponto verde. Tem cuidado pois como prometido, acabaram as palavras.” Que cómico me saíste pontinho verde.
Claro que, dois minutos depois, o “pontinho” do a-sul, insurge-se contra o “pontinho” do anti a-sul e toma lá, “passarona”!
Passando à frente, a citação do “amigo emalmada” que nos revela que aquilo que em Lisboa é uma virtude, em Almada é um “atentado” de lesa almadense. Lindo, “querido ponto”.
A seguir o “abaixo assinado” mete medo! Grande nóia, sim senhor.
Finalmente, a peça de oiro da coroa, o “pontinho” pink bird para a cena da trapaça a tentar “iludir” alguém que voltou agora de férias e não viu os últimos “episódios” da saga “A-Sul a caminho da ETAR de Fernão Ferro”.
Mas eis que, seis minutos depois, o “pontinho” vestindo-se à pressa de anónimo – que gozo – e encarnando o papel de criada de bordel, sugere vaselina à passarona, ciente talvez pela experiência, que a dita, cura todos os males da fornicação apressada ou de tão velha, enferrujada.
Ah, a transcrição da “queixa” dos digníssimos vereadores do PS, que foram “expulsos” do seu gabinete que antes abominavam como senhoras invejosas.
Para terminar, por aqui, o incansável “pontinho” para estimular o extraordinário “debate” do dia não se coíbe, nem se cansa de continuar a apanhar… canas.
Vês, meu caro, aqui tens o brilhante saldo do teu “extenuante” dia.
Agora, vou dormir. Voltarei amanhã para apurar o saldo de mais um dia do teu “exigente” trabalho.

Anónimo disse...

ó teixeirinha parece que anda um bocado distraido
e como não me respondeu no outro local, explique lá então aqui com a sua suprema sabedoria afinal qual é a diferença entre
COMENTARIO ELIMINADO PELO AUTOR
E
COMENTARIO ELIMINADO POR UM ADMINISTRADOR DO BLOGUE

é que a malta é burra e precisa da sua infinita sabedoria para não pensar que andam aqui uns passarinhos a fazer-se passar por vítimas de censura pá

Anónimo disse...

a passarinha anda mesmo distraida até se esqueceu do tal caso Manuelito de Fernão Ferro... para quem gritou tão alto perdeu depressa o piu , não é?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Hugo disse...

Comentário colocado no blogue do vereador Samuel Cruz e que certamente não terá coragem de publicar:

Vergonhoso é o artigo escrito por este "jornalista" Roberto Dores do DN que não passa de uma mentira encomendada e sensionalista. Então vejamos.

No artigo do DN está escrito que, e passo a citar, "Dois autarcas do PS - Samuel Cruz e Fonseca Gil - e um do PSD, Paulo Cunha, foram surpreendidos com a ordem para abandonar o local de trabalho como consequência da greve".

Logo de seguida apresenta a justificação exposta em ofício do Sr. Presidente da Câmara Municipal dando a ideia de que este se refere ao caso concreto da pseudo-expulsão dos vereadores do PS e do PSD.

Nada poderia ser mais falso visto que:

1. No ofício não é mencionada qualquer particularização acerca dos vereadores, mas sim a justificação geral para que as instalações sejam encerradas caso não existam condições mínimas de segurança.

2. No jornal "Comércio do Seixal e Sesimbra" está bem explícito que o vereador do PSD não foi expulso sendo o próprio a desmentir este artigo. "Contactado pelo «Comércio», Paulo Edson Cunha, vereador do PSD referiu que «não fui expulso, como referiu o jornal nacional (...) Quando me dirigi de novo ao edifício, fui informado pelo meu adjunto de que se estava a proceder à saída dos trabalhadores e que não valia a pena voltar".

Bem exemplificativo das mentiras que o PS encomenda aos seus "amigos" para denegrirem a imagem de pessoas que trabalham arduamente em prol das populações.

Retrate-se Sr. Vereador!

Carlos Santos disse...

Sem querer ser colocado no rol dos seus admiradores, que não sou de todo, até porque sou de esquerda, entre o Partido Socialista e o Bloco, quero felicitá-lo pela sua postura enquanto vereador.
Trabalho na Câmara e gosto de o ver lá. Sei (pergunto aos colegase acompanho o seu blogue) que é trabalhador,interessado,competente e trabalha de tal forma em prol do executivo que o acusam de colaborar com os comunistas.
Queria aconselhar-lhe a não mudar porque na minha opinião está a fazer as coisas bem feitas e não deve seguir a política da terra queimada dos socialistas para mostrar que é da oposição.
Afinal de contas já nos deu provas a todos que é um opositor mas responsável.
Ao que me apercebo o vereador do Bloco de Esquerda também é trabalhador e responsável ao contrários dos sociialistas que só sabem falar mal.
Afaste-se deles de vez. Quem o avisa seu amigo é

Anónimo disse...

Carlos Santos, não quer lavar o rabinho ao Sr.Vereador com água de malvas?

Anónimo disse...

ó teixeirinha tanta inveja só te fica mal pá
isso tudo é porque não tens visitas nos vários blogues que criaste e que andas por aí a anunciar ???

Paulo Edson Cunha disse...

Ao anónimo das 12:59:

Apesar do seu comentário ser grosseiro, não deixa de ir ao encontro de uma expressão popular, por isso o publiquei, contudo gostaria de o ver tão indignado quando aparecem aqui pessoas a criticar-me com tanta ou muito mais veemência que este senhor utilizou para elogiar a minha postura.

Meu caro, isto é a democracia a funcionar. Uns gostam, outros não, mas para si apenas contam os que falam mal, não é? Os outros são uma cambada de "graxistas"...

Ai esse fanatismo...

Anónimo disse...

Paulo,o senhor não percebeu ou não quis perceber o que eu quis dizer e neste caso é grave.
De qualquer modo, não é aqui que eu lhe vou explicar!