segunda-feira, fevereiro 18, 2008

Frosquinhas escreve ao “Desertificador”

Publicado nesta Sexta-Feira, dia 15 de Fevereiro no jornal "Comércio do Seixal"

Frosquinhas escreve ao “Desertificador”

O Frosquinhas sempre achou lamentável que as pessoas não perdoassem ao ministro Mário Lino “O Desertificador” aquelas palavras menos felizes. Como ele costumava dizer, só não se engana quem não fala. Claro que no seu intimo bem sabia que o ministro cada vez que fala se engana, mas isso não tem importância nenhuma. O homem quer fazer obra e há que deixá-lo. Por isso para o Frosquinhas nada como lhe dar boas ideias e, assim sendo, resolveu escrever esta carta dirigida ao seu ministro preferido, dando-lhe um incentivo para que continue a sua grandiosa obra e, em simultâneo todo o governo possa concluir tudo aquilo que tão bons resultados tem dado ao País. O Comércio do seixal sempre atento permite-se presentear os seus inúmeros leitores com este exclusivo nacional:
“Caro ministro Mário Lino, sou um confesso admirador da sua obra, mais ainda quando sinto a injustiça de toda uma margem sul relativamente àquelas declarações, como dizer?, não tão felizes como outras que profere. As pessoas nunca se enganaram? Afinal de contas que mal tem confundir uma extensa área, com uma das maiores densidades populacionais, rendimento “per capita” elevados, desenvolvimento industrial, com um deserto. São mas é uns invejosos! Queriam era ter o seu tempo de antena e popularidade!
Estou completamente extasiado com a sua febre construtora de pontes. Só não percebo para que servirão tantas pontes para um deserto, mas isso agora também não interessa nada!
Como sou morador do seixal e já vi que o sr. Ministro anda um pouco confuso, porque ora diz que se faz uma ponte Barreiro-Chelas, ora Beato-Montijo,ora Algés-Trafaria, ora é rodoviária, ora ferroviária, ora para comboios convencionais, ora para o TGV, pedonal, para pista de aviões. Como também já percebi que de manhã acha que deve ser um túnel, à noite uma ponte, e sabe-se lá se ainda não vem para aí sugerir o túnel e a ponte tudo junto, venho ajudar-lhe sugerindo-lhe uma nova localização: O Seixal.
Claro que não deve desistir de todas as outras e mais das que se lembrar. Aposto que quando vai dormir sonha com uma ponte e no dia seguinte lá nos vem apresentar mais um projecto. Desde já proponho o Eng. José Sócrates como o Eng. do projecto porque sinceramente gostei muito dos mamarrachos que ele construiu lá pela Covilhã. Aquilo é que é um homem trabalhador, ainda nem engenheiro era e já fazia uns biscates. Sim, porque todos sabemos que os deputados ganham pouquinho e o subsídio de exclusividade é para os mandriões que só querem viver à conta do Estado. O nosso primeiro sempre fez pela vida! E ainda o chateiam, já viu?
Por fim, li hoje no jornal que os americanos andam à procura de petróleo em Torres Vedras. Como sou seu amigo, digo-lhe nesta missiva, onde ninguém nos ouve: porquê que o vosso magnífico governo não se antecipa aos Americanos que andam por Torres Vedras e vem procurar Petróleo cá no Seixal? É que enquanto eles têm que perfurar várias centenas de metros à procura de hidrocarbonatos e não têm garantias de encontrarem aqui no seixal estudos apontam que garantidamente é uma das zonas do país com mais hidrocarbonatos (poluição) e portanto é garantido. Está à superfície, nem é preciso perfurar. Com o dinheiro do petróleo ainda podia construir a 15.ª ponte sobre o Tejo.
Nota final: Diga à nova ministra da saúde que ainda tem aqui mais uns centros de saúde para encerrar os SAP. E à Ministra da Educação que tem escolas e, por fim ao Ministro da justiça que quando se entreter a encerrar tribunais atrás de tribunais com o novo mapa judiciário, que não se esqueça do Seixal. Há que acabar com a obra!!! Já agora, se não for muito incómodo, diga ao da administração interna que afinal a PSP não precisa de instalações condignas, porque nas provisórias onde eles estão em Corroios, a população e a freguesia deram-lhes luz e um espaço, portanto para quê gastar dinheiro do erário público se eles até já têm uma solução,
Seu,
Frosquinhas

7 comentários:

Anónimo disse...

Tal como diz um outro comentador deste espaço, o seu estilo aproximado ao Gato Fedorento é muito bom.
Diz as verdades todas brincando e isso é de saudar.
Elogio-lhe a frontalidade, audácia e trabalho em prol da comunidade.
Parabéns

Anónimo disse...

No seguimento do comentário anterior acrescento que considero ser uma arte conseguir escrever sobre assuntos tão sérios gracejando desta forma leve entusiasmando o leitor. Trabalho numa empresa em sistema de horário rotativo e confesso que nos dias em que chego mais tarde, para descontrair dou uma volta pelos bloges mais conhecidos,reconhendo valor em muitos dos textos escritos, deleitando-me com os seus. Sabe? ser comparado ao gato fedorento é um elogio, em minha modesta opinião, na de muitos Portugueses provavelmente também, atendendo a que foi um programa passado em horário nobre e com um elevadissimo nivel de audiências, alguma qualidade terá. De cinzento estamos quase todos fartos, precisamos de gente iluminada, que veja a vida com todas as cores do arco-iris, como o Doutor. Precisamos de gente frontal e directa e que trabalhe. Parabéns pelo profissional e humanista que é. O artigo está fantástico. Toda a força para continuar.

O. Santos Silva

Betinha disse...

Já conhecia o engenho e a arte do Autor no que ao domínio da escrita diz respeito, presente nos seus artigos/ comentários publicados na nossa imprensa regional. No entanto, e sem falsos elogios, este é excelente.
Excelente por uma vez mais fazer recurso ao humor e à ironia ao comentar temas sociais e políticos, que para muitos poderiam ser fonte de desalento face ao que este nosso "Portugalinho" está a passar; excelente por através da sua análise, num registo cómico mas de elevação, chamar à razão os leitores para que algo vai mal sem caír num estilo de intervenção/ pessimista.
Vou seguir o exemplo do autor... Rir é o melhor remédio e espero em breve pelo próximo artigo!
Um abraço amigo!

Anónimo disse...

Passei por aqui para lhe dar os parabéns pela sua entrevista de hoje na antena 1.

F.O.

Velas do Tejo disse...

Sobre património: peço a vossa atenção para o último artigo do blogue Baía do Seixal com link para o último trabalho da Antena 1 sobre o estaleiro da quinta da Fidalga e análise do discurso do vereador Jorge Silva.

Da audição deste brilhante trabalho jornalístico de destacar as qualidade das intervenções da DrªCatarina Tavares, Drº Paulo Edson Cunha, Drº Samuel Cruz e as afirmações do vereador Jorge Silva.

Anónimo disse...

Trabalho brilhante!Como é possivel que se cometam acções desta natureza? É absolutamente inacreditável! Como se destrói levianamente o património do nosso País! Parabéns Dr. Paulo pelo seu trabalho,neste caso inglório, parabéns aos outros senhores que não conheço mas que estiveram também bastante bem.

susana disse...

Concordo inteiramente quando comparam o autor deste blogue com o Ricardo dos gatos fedorentos , sempre achei,não só por este blogue, mas pela forma como leva a vida,pela sua expontaniedade, pelo seu sentido de humor a tocar em temas senciveis ,mas que vão sendo ouvidos que é o principal da questão!
continua assim ,vais longe Paulo. Seixal e o país precisa de gente assim .

parabens pelo blogue

susana