sexta-feira, abril 20, 2007

Como se diz Seixal(l) em Inglês?


Amigos, aprendam depressa, busquem o dicionário, o corrector ortográfico do vosso computador ou perguntem ao Sr. Secretário de Estado do turismo, Bernardo trindade, o tal que teve a peregrina ideia de fazer a campanha internacional de promoção de turismo do Algarve, desculpem pelo erro, do ALLGARVE. Para o hipotético leitor mais distraído, dir-lhe-ei que não é erro ortográfico, nem gralha minha, é mesmo assim, o governo mandou às urtigas o bom senso, o orgulho da nossa língua, numa palavra - tudo, e decidiu-se por alterar o nome a uma das regiões turísticas mais conhecidas do mundo. D.Afonso Henriques, Camões, Pessoa e afins, deste canto do Seixal, ou será seixal(l) apresento-vos em nome pessoal as minhas desculpas e peço-vos: não dêem muitas voltas ao tumulo, ok? A seguir em frente esta campanha, quem sabe se o Seixal(l) não aproveita o balanço e na próxima Feira da BTL já promove os seus inúmeros e qualitativos produtos turísticos da forma aqui sugerida. Se o Algarve, perdão, allgarve pode, porque não o Seixall?

Por falar em Seixal, pergunto ao Sr. Presidente da Câmara e aos responsáveis editoriais pelo Boletim Municipal: todos nós da oposição, somos assim tão mais feios do que os elementos afectos à maioria que suporta a Câmara? Garanto-vos que parece! Entre o PSD, PS e Bloco de esquerda não encontram ao menos uma carinha que possa figurar no vosso Boletim Municipal? Sr. Presidente, percebo que queira promover a sua gente, que queira dar a conhecer à população do concelho os membros do seu partido, mas por favor, tenha decoro, não nos tome a todos por tontos, ao menos uma fotografiazinha para mostrar que as Assembleias Municipais têm também deputados municipais de outros partidos, que bons ou maus, estão lá a representar quem neles votou e que merecem sair, não por vaidade, mas para que quem neles votou ao menos saiba que eles lá estão. A não ser que sejamos assim tão feios e o serviço editorial tenha medo de nos mostrar e assim afastar os “vossos” fiéis leitores..!?

Para comprovar o que digo: nós (PS e PSD) somos aqueles do fundo (foto da esquerda), e na foto da direita consegue-se as costas do Sr. Deputado Municipal, Dr. Vítor Ramalho, do P.S. (e já vai com sorte! Da próxima vez sugiro à redacção que o retire com um programa informático adequado)

Continuando no “Boletim Municipal”, jornal oficial da CDU, perdão, da Câmara Municipal do Seixal, penso que é altura de todos os partidos da oposição se juntarem na denúncia do escândalo que desde sempre vem ocorrendo com a sua publicação, o que desvirtua, e muito, as regras democráticas. É altura de dizermos BASTA!! Senhores leitores, chamo-vos a atenção do seguinte: para além do tratamento secundário que as moções apresentadas por todos os partidos da oposição ao executivo (PCP) conseguem obter, e quando são publicadas, verifica-se uma descrição claramente manipuladora, com intervenções tiradas do contexto. Dois exemplos? As moções e intervenções relativamente à “Alcoa”, quem as ler, fica com a sensação que foram exclusivamente propostas e discutidas pelo PCP e pelo Sr. Presidente da CMS, que “aparentemente” detém o exclusivo da preocupação pela situação dos seus desempregados, quando, pelo contrário, todos os partidos apresentaram essa preocupação (embora o PS se tenha abstido) e, até foi da parte do PSD, que surgiu uma proposta, numa sessão anterior, prontamente acolhida pelo Senhor Presidente da Mesa, que felicito pela sua intervenção nesta situação, assim como de todos os partidos, facto que nos permitiu reunir já com a Comissão dos Trabalhadores, Sindicato, Delegação Regional do Instituo do Emprego e Formação Profissional e Administração da Alcoa, seguindo-se reuniões com os Srs. Secretários de Estado dos sectores envolventes e que conduzirá a uma tomada de posição de toda a Assembleia Municipal, dignificando esse órgão e defendendo a sua população. Neste caso, estamos todos de parabéns!
Outro exemplo, ainda mais gritante, prende-se com o facto da aprovação do Regulamento de Tratamento de Efluentes Domésticos, Comerciais e Industriais do Município do Seixal – que, ao contrário das outras moções referidas no texto do “Boletim Municipal” que constam identificadas da forma como foram aprovadas ou rejeitadas, com maioria ou unanimidade, neste caso apenas se refere que foi aprovada pela assembleia Municipal, como se todos os partidos a tivessem votado favoravelmente. Compreendê-mo-los muito bem meus senhores, tiveram até o cuidado de não terem dito que foi aprovado por unanimidade, para não serem acusados de falsear a verdade. Limitaram-se a deixar a “ideia no ar”. Vejam como está no B.M:
“A proposta de Regulamento de Tratamento de Efluentes Domésticos, Comerciais e Industriais do Município do Seixal foi aprovada pela Câmara em 29 de Novembro de 2006 e pela Assembleia Municipal a 28 de Fevereiro. E quem votou contra? Isso não interessa nada. Se fosse uma medida simpática, vinha logo a falar do PCP e do executivo”.
Mas aproveito este espaço para repor a verdade dos factos. Todos os partidos da oposição opuseram-se, argumentaram e votaram contra. E estão contra!!!
Já agora, deixo-vos a votação: Aprovado por maioria e em minuta com 21 votos a favor do Grupo Municipal do PCP e 11 votos contra (4 do Grupo Municipal do PS; 5 do Grupo Municipal do PSD e 2 do Grupo Municipal pelo BE. Da próxima vez tenham mais respeito, se não por nós, pelo menos pelos munícipes, que dizem defender.

Paulo Edson Cunha in "Jornal do Seixal"- 31-03-2007

1 comentário:

hkt disse...

É claro que podemos condenar a CDU por instrumentalizar o Boletim Municipal. No entanto, temos que reconhecer que a tentação de instrumentalizar os mass media é grande para o poder. Veja-se o que de escandaloso se está a passar com a nomeação de Pina Moura para a administração da empresa detentora da TVI.

Enquanto a opinião pública não sancionar este tipo de comportamentos totlitários não teremos uma verdadeira democracia.