sexta-feira, agosto 28, 2009

A Quinta

Publicada no "Jornal do Seixal", na edição de hoje e cujo site pode ser consultado aqui: (http://www.roteirodoseixal.com/index.php) escrevi a seguinte crónica, que vos disponibilizo para leitura e comentários:

A semana ficou indelevelmente marcada pela Quinta. Não a Quinta-feira, não a Quinta da luz, não a quinta classificada nos campeonatos do mundo de atletismo do nosso descontentamento, não a Quinta da Atalaia, mas sim as Quinta da Princesa e a Quinta da Fidalga.

Foi curioso perceber que enquanto que nesta última, os nossos representantes, da posição e da oposição, se acotovelamvam, procuravam a melhor posição para poderem aparecer ”no boneco” junto à Sra. Ministra da Saúde que era portadora do acordo do nosso contentamento, que era o testemunho vivo de que a população do Seixal, Almada e Sesimbra estava de parabéns por ter lutado, que vale a pena lutarmos por objectivos, por causas, por esse acordo provar que o poder local pode unir-se por uma causa, sem cor partidária, sem interesses mesquinhos, como foi o caso.

Não, não fomos cercados, senão pela população que aderiu em massa. A comunicação social acorreu em bom número e todos os representantes locais dos partidos lá estavam.

A Quinta da Fidalga, essa, estava linda, engalanada e charmosa, pronta para acolher toda a nossa representação política, a população e quam mais quisesse testemunhar este raro momento de comunhão colectiva. Não, não estamos a falar da mesma Quinta onde nos dois dias anteriores, esses mesmos políticos evitavam as câmaras das televisões, por não terem como justificar o que estava a acontecer. Pelo menos sem cair em demagogia. Sem alijar responsabilidades. Sem perceber que nada acontece por acaso. Mesmo o próprio acaso.

Só não vê quem não quer. O Seixal é um barril de pólvora. Não vale a pena tapar o sol com a peneira. Não vale a pena dizer que a polícia agiu mal, que foi racista, etc. Também não vale a pena dizer que são condescendentes, que não actuam por medo ou impunidade.

Este Seixal está inseguro. Parece que tem reservada sempre uma página, na página dos crimes dos jornais nacionais. Não é alaramismo bacoco. É a constatação de um facto. É um alarme que aqui se deixa. Há que mudar de rumo.
Vale a pena perceber quem vive na Quinta da Princesa, assim como quem vive na Quinta da Cucena e no Bairro da jamaica. Assim como vale a pena perceber quem vive nos condomínios de luxo que este executivo criou, cria e criará.

Vale a pena saber quem este governo local comunista que nos governa (e às vezes desgoverna) há mais de trinta anos, alojou, realojou, como o fez, como o quer fazer e perceber se o fez bem. Pior, vale a pena perceber que quer criar na Flor da Mata mais uma Quinta da Princesa. Vale a pena perceber que a CDU, ou quem a representa no nosso concelho não percebeu que a Quinta da Princesa infelizmente não é fruto do acaso, que o desordenamento urbanistico, que o desemprego galopante, que a falta de inserção social, que a “guetização” crescente têm um preço a pagar – mais dia menos dia a Quinta é cercada. Seja a da Princesa, da atalaia ou da Cucena.

Vale a pena perceber que o bairro da Quinta da Princesa nasceu no final da década de 1970 através de um Contrato de Desenvolvimento Habitacional entre o Estado e construtores civis. Parte das casas seria vendida e o resto era entregue à Câmara. Segundo dados apurados pela imprensa, dos 20 edifícios que compõem o bairro, sete (o que corresponde a 208 fogos) foram entregues à autarquia do Seixal, que os destinou ao realojamento de famílias carenciadas dispersas pelo concelho – a maioria retornados ou emigrantes dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa.

Vale a pena perceber que actualmente vivem cerca de 1300 pessoas na Quinta da Princesa. A população é maioritariamente jovem – cerca de 30 por cento tem menos de 10 anos –, mas o desemprego e o abandono escolar são uma realidade que afecta muitas famílias.

Vale a pena perceber que últimos anos, Tal como noutros bairros sociais da área metropolitana de Lisboa, alguns apartamentos têm sido vendidos sem qualquer registo ou alugados a emigrantes recém-chegados. Que a comunidade cigana e os emigrantes do Leste da Europa e do Brasil têm vindo a ganhar expressividade. Que 41,7% dos habitantes são cabo-verdianos, a comunidade mais representativa, seguidos dos são-tomenses (21%) e angolanos (10%). Apesar de apenas 13,3% dos habitantes de Quinta da Princesa terem nascido em Portugal, mais de 25% tem nacionalidade portuguesa.

Vale a pena perceber que não se podem criar caldeirões étnicos e depois vir com discursos racistas. Que não se podem adiar os Bairros da Jamaica desta vida, deslocando-os para as Flores da Mata, sem curar o essêncial : integrar socialmente estas pessoas que acolhemos no nosso concelho.

Vale a pena perceber que a Câmara tem o dever de fiscalizar, de não deixar crescer este caldeirão, da forma como o tem feito. da forma como o fez.
Vale a pena perceber que passar de 3.000 habitantes para 170.000 tem um custo. Vale a pena perceber que este executivo falhou no que de mais importante um excutivo deve assegurar aos seus munícipes: qualidade de vida.

Vale a pena perceber que O SEIXAL MERECE MELHOR!

21 comentários:

Anónimo disse...

Estamos de acordo, que é impensável que no século XXI, e depois de tantos factos, a CMS e a sua maioria comunista continue a apostar em construir mais guettos, como o que se propõe fazer na Flor da Mata.
Mais para além disso, vários são os apelos dos cidadãos, nomeadamente os da Flor da Mata e de Pinhal de Frades, quanto aos métodos usados pela maioria comunista.
O impôr totalitáriamente os seus propósitos, recorrendo a todos os meios, atropelos e situações de pura ilegalidade, de manobras inqualificáveis para contornar os próprios orgãos e instâncias da justiça, etc, etc.
Qual a posição dos partidos, quando os cidadãos na defsa de interesses difusos, são constantemente ameçados e intimidados?
Quais as acções dos partidos ditos democráticos, em restabelecer os direitos e deveres da democracia, nestes redutos comunistas onde se pratica uma democracia musculada, do quero, posso, e mando das ditaduras comunistas.

Anónimo disse...

vou entrar de férias e deixo esta para os nossos honrados adversários políticos(sim porque já vimos que nem todos são assim).

E já agora só a título de curiosidade alguém reparou nos cartazes do Jerónimo?
Para quem tanto gozou e falou mal do candidato ao Seixal pelo PSD(INDEPENDENTEMENTE DE NÃO SER A MINHA FORÇA POLÍTICA)aparecem agora com o OBAMA DA ATALAIA!!!!

E quemo diz é alguém que se posiciona publicamente muito próximo do PCP, senão vejam este extracto de uma crónica do Ricardo Araújo Pereira:

"O cartaz do PCP contém a palavra "Mudança" (change, em inglês), e a frase "Sim, podemos ter uma vida melhor" (em inglês, "Yes, we can", etc.). Onde é que eu já ouvi isto? Não me lembro, mas parece-me que a fotografia do cartaz mostra um Jerónimo de Sousa bastante mais bronzeado do que é costume. A campanha dos comunistas portugueses usa os mesmos lemas que a campanha do chefe do imperialismo americano, facto que mais uma vez me obriga a constatar que não percebo nada de política."

lolololol
HSerejo

J.S. Teixeira disse...

Caro Paulo Edson,

Julgava-o mais atento àquilo que se passa no nosso país.

Como já antes referi foi o próprio governo do PS que se responsabiliza pelo aumento da criminalidade e da violência em Portugal.

Vou relembrar o artigo do DN:

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1183069

Além disso relembro-lhe a mais recente notícia do CM onde se podia ler:

"A viagem sozinho a Fátima corria bem até que, de noite, ‘António’ decidiu parar só para tentar comer qualquer coisa. Voltou com um hamburguer ao carro e, sentado ao volante, mal se distraiu já tinha uma pistola e facas apontadas à cabeça. Acabou sequestrado hora e meia pelos quatro homens que, enquanto roubaram o que puderam do seu multibanco, ainda o espancaram e fecharam-no dentro da mala do carro. A Polícia Judiciária já apanhou três, mas uma juíza libertou-os. E continuam a viver do Rendimento Social de Inserção. De resto, há muito que conciliam os enormes rendimentos no mundo do crime com uma vida recheada de subsídios à custa do Estado – que vai pagando sempre, apesar dos longos registos criminais por roubo, furto e tráfico de droga. Um deles até já cumpriu duas penas de prisão por vários crimes violentos".

Agora venham-me dizer que a culpa do que se passa na Quinta da Princesa é da CMS e da CDU.

A culpa é desta governação do país de há 34 anos para cá.

Tenho dito.

J.S. Teixeira disse...

Caro Paulo Edson,

Continuo, indefinidamente, à espera do comentário que o senhor disse que tinha enviado para o meu blogue respondendo-me e que eu não publiquei.

Terá sido só uma manobra de fogo de vista para que se desenvolvesse a imagem de que não publico comentários?

Espero que a envie.

Anónimo disse...

O pulha do Teixeira do blog ds flamingos enviou-me um mail com este link.

http://www.youtube.com/watch?v=e0LZ_Xeg6dc´

Até tem piada, mas o pulha é mesmo baixo nível é um cobarde não dá a cara.
Escrevi-lhe um mail, ficou com o meu endereço mas responde-me com piadas.
Não tem nível, só me apeteçe qu vá falar com a mãezinha.

Anónimo disse...

Paulo estou muito desiludido com a tua postura na blogosfera.
Liberdade não é certamente esta prática que tu subscreves.
Revê os ultimos comentários e faz uma introspecção.
Assim Paulo
Assim não.

J.S. Teixeira disse...

Paulo Edson,

Ou está a perder a compostura ou compactua com este tipo de comentários ofensivos. Mas as atitudes ficam com quem as pratica.

Que publiquem este tipo de comentários em blogues como o do verde nada me estranha, agora no blogue de um candidato à Câmara, parece-me, no mínimo, desapropriado.

Anónimo disse...

é curioso que o comentário das 20:03 de 28 Agosto fala do comentário das 19:52 do mesmo dia, mas o autor do blogue só os publicou bastante mais tarde.
ou quem fez o comentário tem acesso aos comentários e anda a tentar passar uma má imagem do autor do blogue ou é a mesma pessoa que se quer vitimizar e também passar essa imagem do autor do blogue

Vítor disse...

Eu sei que isto não tem nada a ver com o tema e peço desculpa por isso, mas não posso deixar de me fartar de rir com a escolha de Samuel Cruz para mandatária da juventude do PS Seixal:

"A moda pegou, no PS. Agora, o ideal para mandatária da juventude são meninas bonitas a quem nunca se ouviu a mais pálida referência a única ideia política, muito menos em termos de políticas de juventude, que é o eleitorado alvo a quem (supostamente) se dirigem. Basta ser gira. E conhecida. Foi assim, ao que parece, com Carolina Patrocínio, a apresentadora de televisão que José Sócrates contratou para "mandatária da juventude" da campanha legislativa do PS. Carolina, recorde-se, tem sido objecto de inúmeras citações, nomeadamente na blogosfera, por ter sido encontrada uma entrevista onde candidamente confessava que não come fruta com caroços ou grainhas, a não ser que a sua empregada doméstica a arranje antes (o que, reconheceu solidariamente, "é uma trabalheira"). No Seixal, o senhor do cartaz em baixo, Samuel Cruz, candidato do PS à câmara, segue a estratégia socrática. Contratou para mandatária da juventude uma menina bonita. E um bocadinho conhecida. Filipa Castro, um caso de sucesso profissional (tem dois empregos: modelo e ex-mulher do jogador de futebol Beto). Também nunca ninguém lhe ouviu uma única ideia política. Só falta agora que alguém lhe faça a pergunta que deve ser feita a todas as presentes (e futuras) mandatárias do PS para a juventude: "A menina também precisa que lhe arranjem a fruta?" (artigo de opinião do DN. http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1347420).

Como é que isto é possível?

Anónimo disse...

Ou então é o anónimo das 9:51 que está a montar este esquema todo para arranjar forma de acusar o Flamingo de se vitimizar. É que só alguém que tem acesso aos comentários poderia saber se determinado comentário já tinha sido publicado ou não antes do outro. Ou então passa a vida a fazer refresh na página de comentários deste blog e a cronometrar a entarda de comentários. Teorias da conspiração todos somos capazes de engendrar.

Sinceramente parece-me que o comentário das 20:03 se está a referir ao facto do senhor Paulo Cunha não fazer uma verificação rigorosa dos factos e lançar algumas acusações sem sentido. Quanto muito diria respeito à forma grotesca como o tal HSerejo se refere aos candidatos da CDU.

Anónima PS disse...

Senhor Paulo Edson Cunha desculpe estar a desvirtuar o tema do seu texto mas gostaria de expor o meu testemunho dos meus quase 10 anos de militância no Partido Socialista e que resultou na minha total decepção com esse partido.

Fui convidada para integrar a JS há quase 10 anos na altura em que a Jamila Madeira fazia um verdadeiro trabalho pela JS. Apoiei diversos candidatos do partido durante muito tempo e cheguei mesmo a apoiar José Sócrates nas eleições de 2005.

Infelizmente, nada daquilo que José Sócrates defendia foi posto em prática e passei a ver no meu partido um reflexo hipócrita do PSD e das suas políticas contra Portugal e os portugueses.

Essa minha decepção com o PS foi agravada a nível autárquico pelas candidaturas dos senhores Ricardo Ribeiro e Menezes Rodrigues que defraudaram a minha visão do PS autárquico. Pensei que o seu afastamento significaria uma melhoria a nível do PS local e tentei uma aproximação do PS no Seixal mas aquilo a que tenho assistido faz-me sentir desiludida com o meu partido.

A nível nacional o PS continuou a ofender os habitantes do nosso país e a contribuir para que fossemos cada vez mais, cauda da Europa a nível do desenvolvimento, emprego e saúde.

Mas o que mais me dá a volta ao estômago é a atitude quase que irreal dos dirigentes do PS no Seixal. Para além das guerras entre as diferentes facções (Samuel Cruz, Ricardo Ribeiro, Assis, etc.), que destroem a coesão do partido já olhamos para o actual dirigente e candidato à Câmara, Samuel Cruz, como uma figura rodeada de atitudes hipócritas e envolvida em questões menos claras.

A meu ver, Samuel Cruz, como candidato nº1 à Câmara, deveria manter-se afastado destas polémicas das quais sai geralmente ridicularizado por não conhecer a fundo a verdade dos factos. Não sei se será porque é mal informado pelos seus "amigos" ou porque simplesmente gosta deste tipo de confusões, mas o que é certo é que oiço diariamente militantes do PS que se querem demarcar deste tipo de política. Oiço até alguns destacados ex-dirigentes do PS no nosso Concelho a afirmar que preferem ver Alfredo Monteiro novamente como presidente do que ter alguém como Samuel Cruz nessa posição.

Eu sou uma dessas pessoas e quero manifestar publicamente o repúdio pelas atitudes do senhor Samuel Cruz que só envergonham os militantes do PS no Seixal.

Para além disso, na qualidade de mulher, acho inaceitável que o meu partido, para 8 órgãos autárquicos (6 juntas de freguesia, assembleia municipal e câmara municipal), não apresente nenhuma mulher como cabeça de lista. No entanto facilmente encontro algumas das minhas camaradas a distribuírem panfletos de saudação ao líder, Samuel Cruz. Tenho medo de saber qual seria a atitude do PS no Seixal quanto à inclusão de mulheres caso não fossem determinadas cotas de participação.

É por esta e outras razões que dia 11 de Outubro não vou votar PS e coloco a hipótese de votar na continuidade dos que lá estão.

De forma a que a maior parte das pessoas fique a par da minha posição irei colocar este comentário em todos os blogues locais pois sei que muitas das vezes os meus camaradas de partido não gostam de ter opiniões contrárias às deles.

Anónimo disse...

Este família socialista do concelho do Seixal é uma animação.
Por ser uma animação, foi agora o candidato do PS â presidência da cãmara, buscar para mandatária da Juventude Socialista do Seixal, a Raínha da Animação das noites algarvias deste Verão.
A moçoila pode ser virtuosa nas pistas de danças e nas passareles, pois tem corpo,e vontade não lhe falta,mas será que é um modelo de virtudes para a juventude?
Só acho normal este convite que o candidato do PS,Samuel Cruz, fez à raínha das noites algarvias para ser a mandatária da juventude socialista do Seixal, porque deste candidato já tudo se espera.
No futuro talvez tenha futuro como animador das noites Seixalenses.

Fernando disse...

Dr. Paulo Cunha, já provou que, ainda que neste caso o esteja a fazer profissionalmente, se interessa pelos problemas das pessoas, dos trabalhadores. Vi hoje no Correio da Manhã o problema dos pescadores, correndo o risco de perderem o seu posto de trabalho devido a imposições legais que importa resolver. Sei também o muito que se tem envolvido nesta causa bem como em muitas outras que em prole da população.
É um orgulho vê-lo no Correio da Manhã. Boa sorte. Bem Haja.

Fernando disse...

Dr. Paulo Cunha, já provou que, ainda que neste caso o esteja a fazer profissionalmente, se interessa pelos problemas das pessoas, dos trabalhadores. Vi hoje no Correio da Manhã o problema dos pescadores, correndo o risco de perderem o seu posto de trabalho devido a imposições legais que importa resolver. Sei também o muito que se tem envolvido nesta causa bem como em muitas outras que em prole da população.
É um orgulho vê-lo no Correio da Manhã. Boa sorte. Bem Haja.

Anónimo disse...

O PSD não pode ficar na sombra.
Onde estão as gaijas edson?
Queremos gaijas boas no palanque.
Paulo vamos buscá-las bora bora.

Anónimo disse...

O Samuel foi buscar esta gaija para desviar as atenções.
Como estava a ser muito mal tratado peo flamingo do Tavares, toca de manipular esta queca, desculpem esta queque para o pessoal se entreter.
Parece que está a dar resultadao.

Anónimo disse...

É pá a gaija foi ontem à noite ao programa da cinco para a meia noitel do Fernando Alvim e disse que já sabia quando eram as eleições, "os amaricano tiveram um 11 de Setembro e nós é o 11 de Outubro"
Deve ter tirado um diplo A4 na ex-indepndente.
BURRA LOIRA

Anónimo disse...

Agora ao em pormenor é que se vê a inteligência da senhora (Filipa Severo ou será Filipa DE Castro, enfim nem ela sabe, o que não deixa é de ser a EX do Beto, aquela que levou um chuto no rabo e ala daqui para fora que se faz tarde).
É mandatária do Samuel e depois diz em voz alta que o partido dela é o Sporting.
Mas o que é isto. Ainda se dissesse que era o Benfica, Real Madrid, Barcelona Manchester ou Inter, ai teria uma boa desculpa porque estaria com os vencedores, mas do Sporting, os eternos segundos.
Só mesmo duma cabecinha daquelas.
Agora compreendo o Beto.

Furia do Cajado disse...

Peço desculpa pela intromissão na discussão, mas convido para um comentário em
http://furiadocajado.blogspot.com/2009/09/anonimato-talvez-um-dia-se-faca-um.html

Anónimo disse...

Câmara do Seixal pede obras para evitar mortes

As paragens de autocarros na Avenida 25 de Abril, em Corroios, Seixal, estão por reformular quase dois meses depois de um homem ter morrido e uma mulher ficado ferida após um choque com o Metro Sul do Tejo.

A Câmara do Seixal já advertiu as autoridades para a necessidade de ser feita uma intervenção rápida para evitar situações idênticas. "Esperemos que mais nenhum acidente aconteça, mas de facto as condições no terreno são propícias", nota o vice-presidente Joaquim Santos. "A Câmara alertou inúmeras vezes o Ministério das Obras Públicas, que era quem tinha competência para resolver a situação, e até hoje nada foi feito", acrescenta, frisando que o acidente "poderia ser evitável se a paragem tivesse condições de segurança".

"O que faz falta é avançar-se para a concretização da solução, porque já existe há cerca de quatro anos", realça, explicando que a proposta da autarquia prevê a criação de bolsas para os autocarros - que segundo o projecto inicial não iam circular no mesmo eixo que o MST - encostarem. "Quem tinha a responsabilidade, o Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMTT), de avançar com a necessária articulação dos dois modos de transporte não o fez", critica Joaquim Santos.

A 8 de Julho, António Figueiredo, de 75 anos, e Maria Alice, de 76, atravessavam a linha do metro para apanhar um autocarro quando foram atropelados. O homem teve morte imediata e a mulher ficou gravemente ferida, tendo recebido alta hospitalar há cerca de uma semana.

O facto de ainda não haver culpados está a angustiar a família do casal de Vale Milhaços. "A vítima que sobreviveu correu perigo de morte e precisa de assistência, por ordem médica, numa clínica de recuperação que não estamos em condições de pagar", queixou-se um familiar à Lusa.

Contactado pelo JN, o IMTT não prestou qualquer esclarecimento sobre o acidente. Fonte da Secretaria de Estado dos Transportes adiantou, por seu lado, que o Gabinete de Investigação de Segurança e Acidentes Ferroviários abriu um inquérito para apurar responsabilidades.

Ao que o JN apurou, o relatório da concessionária Metro Transportes do Sul, que incluiu a análise do cartão de memória do veículo, conclui que o condutor não cometeu erros e atribui responsabilidades ao casal por ter passado a linha do metro inadvertidamente.

Leal Neto disse...

Tens razão Paulo, eu estive lá e ... por acaso até reparei na tua chegada atrasada e os esforço que fizeste mais a tua pequena companhia para te chegares lá bem para a frente, para bem "pertinho" da mesa que presidiu ao evento.

É feia, muito feia a tua atitude, quando, pelos vistos pouco ou nada te diferencia de outros, alguns, que por aí andam.

O mesmo fizeste hoje em Almada. Sempre à procura do lugar mais "próximo" da dra. Manuela.

É velho o ditado "Quem sabe, sabe. Quem não sabe, sempre tentará pôr-se em bicos de pés".