quinta-feira, outubro 11, 2007

Congresso dos "Laranjinhas"


Começa amanhã o XXX Congreso do meu partido.
O que espero?
Tanto e tão pouco!
Não, não vou entrar na história dos falsos unanimismos, de que devemos estar unidos, de que o nosso opositor está lá fora e é o PS e não as nossas diversas facções, etc e tal.
Simplesmente desejo que na nossa diversidade de ideias, de opiniões, encontremos as soluções adequadas para que este pequeno País (de tamanho), mas enorme (de alma, de história, de grandeza), consiga ultrapassar os seus desafios.
Que não nos ceguemos pelo poder, porque se formos esclarecidos o Povo há-de reconhecer, como sempre reconheceu, a nossa grandiosidade, abnegação e capacidade para gerir os destinos do País.
O Povo é sábio nas suas escolhas e, se se deixou levar atrás das falsas promessas do Partido Socialista, entretanto já percebeu que foi enganado. Não os enganemos também nós, com falsas promessas que nunca cumpriremos. Não embarquemos, como raramente o fizémos, em promessas de SCUTS a custo zero ou baixas de impostos e criação de X postos de trabalho, quando o resultado é o oposto. Não. Sejamos sérios. Sempre sérios que, estou certo, a nossa hora chegará. E muito mais cedo do que muitos julgam!
E você, amigo bloguer, o que espera do congreso do PSD?

9 comentários:

Mª João disse...

Eu não percebo muito de politica mas espero que no próximo congresso se organizem, presidentes à parte, facções à parte, o objectivo é só um, e sem uma oposição forte e coesa o país não vai para a frente.

Luna disse...

O país espera que o PSD se eleve à altura da missão que é a sua enquanto líder da oposição apontando alternativas credíveis, criticando com justeza e sabedoria, elogiando se e quando for caso disso. O país espera que o PSD olhe para ele. O país espera que o PSD se deixe de autofagias suicídas. Em resumo, o País espera muio do PSD.

Anónimo disse...

Caro Dr.Paulo Cunha, esperamos que com pessoas com a sua sensatez, capacidade e motivação, consigam elevar o PSD

Cavaco disse...

Se me permite respondo de forma inversa: o que vi do Congresso; não sem antes porém dizer que esperava, na verdade, antecipadamente, um Congresso mais ao estilo do PSD: vibrante e emotivo. Não foi isso que aconteceu. Porque o Pedro Santana Lopes não falou ? É possível mas não exaustivamente por esse facto.
Não foi vibrante e emotivo, mas foi um bom Congresso. Um Congresso onde Menezes teve a suprema preocupação de preencher as listas com pessoas identificadas com outros líderes. Aqui se conseguiu a tão falada unidade. Todos foram alvo de critério e ninguém se viu excluído pelos seus gostso pessoais ou afinidades de liderança. Foi com enorme agrado que vi , de novo, Ângelo Correia. Quer discurso ! Vi Manuela Ferreira Leite sair com elevação e com um Congresso a aclamá-la em conjunto com o novo líder do partido. Vi no discurso de Menezes a suprema preocupação de não descurar áreas essenciais e de procurar outro eleitorado que não exclusivamente o seu. Assim se começa 2009. Vi Vitalino Canas incomodado. Incómodo esse que é generalizado no PS, de acordo com a notícia do Expresso. Vi, por último, pessoas crentes. Pessoas crentes por uma mudança que aconteceu. Como bem disse Ribau Esteves, não uma mudança de pessoas em si mesma; antes uma mudança de lógica. E queria, para findar, dizer ao Dr. Paulo Cunha que de certa forma essa mudança já vem acontecendo no nosso concelho, muito fruto das acções dos miudos da JSD que alinham, necessáriamente, em consonância com a CPS, ao que julgo. Pois exorto a que esse caminho continue, ainda com mais força, em missão de serviço às populações. Como afirmou Luis Filipe Menezes, Portugal e os portugueses esperam de e por nós.
Que o PSD esteja no terreno, ao lado das populações, a reivindicar mais e maior Estado Social. Que diga, a cada português, o que mudaria connosco. Que diga a cada português, aquilo que nos distingue e que somos diferentes. Que cada um, ao nosso lado, seja mais à esquerda ou direita e, quiçá, apartidário, saiba que connosco a política é outra. Necessáriamente outra. Somos feitos de outra massa. E citando Santana Lopes, "aqui estamos".
Um abraço,

Cavaco

Cavaco disse...

Uma adenda ao que escrevi, por uma questão de rigor. A notícia da precocupação do PS com a nova liderança não consta do Expresso mas do Sol. Fica rectificado.
Obrigado.

Paulo Edson Cunha disse...

Maria joão, Luna, Anónimo/a e Dr. cavaco,
obrigado pelos comentários e palavras simpáticas que aqui deixaram.
Sobre o último comentário apenas dizer que é uma leitura correcta, embora confesse que neste momento esteja expectante em perceber se a população adere a esta mudança e percebe a importância da mesma, ou se se limita a encolher os ombros.
Cabe-nos,a nós, ajudar o Dr. Menezes nessa tarefa gigantesca, que, estou certo, vai ser levada a bom porto.
Parabéns ao Distrito de Setúbal, e especialmente à Concelhia do seixal que elegeu o Eng. Luís Rodrigues e o Pedro Pólvora da JSD (ambos do Seixal) e o Dr. Nuno Matias (presidente da JSD Setúbal), para Conselheiros nacionais e ainda a Dra. Ana Isabel Alves Vice-Presidente da Mesa da Assembleia Distrital do PSD Setúbal e, agora eleita vogal do Conselho de Jusrisdição nacional.
A Comissão Política Distrital, de que faço parte, optou por não participar directamente em nenhuma lista, recusando alguns convites, com o intuito de nos mantermos neutrais, promovendo, dentro das suas possibilidades, as eleições dos membros que supra descrevi, embora as mesmas ultrapassassem, em muito, o âmbito da Distrital.
Por fim dizer ao amigo cavaco que o trabalho da JSD Seixal, embora devidamente coordenado com a minha comissão política e, muitas vezes com a própria Comissão Política Distrital, é fruto da sua excelente organização, do seu trabalho, autónomo do partido, e da sua grande capacidade de realização.

Anónimo disse...

Não posso deixar de dar os parabens à concelhia pela eleição dos membros para o conselho nacional.Também não posso deixar de o felicitar Dr. Paulo Cunha pelo seu trabalho à frente da concelhia o seu trabalho está sem sombra de dúvida a ser Irrepreensível. Gostei muito de o ver em grande plano na no congresso e a sua luta e apoio aos mais recentes membros do CN.
espero que continue com essa vontade em lutar por um PSD não conformado com as injustças no conselho do Seixal.
xica da silva

Paulo Edson Cunha disse...

Xica da Silva, Obrigado pelas suas palavras,
é sempre um prazer ouvi-las, embora eu seja apenas o representante de uma equipa.
Volte sempre

Ponto Verde disse...

Não é sobre o Congresso, mas sobre o nosso dia a dia:

UM desafio no blogue A-SUL , um estudo comparativo Metro Sul do Tejo - Metro do Porto , a apresentar no próximo FORUM DE DISCUSSÃO ou num qualquer orgão de informação livre!

www.a-sul.blogspot.com